PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Polícia Civil prende 96 integrantes de facção que participaram de ataques no Ceará em 2019

Recém-ingressos na organização criminosa Comando Vermelho (CV), presos teriam sido recrutados por facção para atuarem nos atentados

22:25 | 12/03/2020
PCCE captura 96 integrantes do Comando Vermelho
PCCE captura 96 integrantes do Comando Vermelho (Foto: Divulgação /Polícia Civil do Estado do Ceará)

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) prendeu 96 integrantes da organização criminosa Comando Vermelho (CV) que participaram de ataques ocorridos no Estado em janeiro de 2019. A operação, chamada de Aditum II, que significa “acesso”, ocorre desde a manhã desta quinta-feira, 12, em 30 cidades do Ceará. Segundo informação passada pelo órgão durante coletiva, mais 67 mandados devem ser cumpridos.

Dos 96 presos, 62 já cumpriam pena no sistema penitenciário do Estado. Criminosos foram encontrados em Fortaleza e em municípios localizados na Região Metropolitana. De acordo com PCCE, eles eram recém-ingressos na facção e teriam sido recrutados por organização para atuarem na série de atentados contra veículos, equipamentos públicos e privados, que aconteceram ano passado, após a nomeação de Luís Mauro Albuquerque como secretário titular da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

Atuaram na operação Aditum II: policiais civis dos Departamentos Técnico Operacional (DTO), de Polícia Judiciária Especializada (DPJE), da Capital (DPJC), da Região Metropolitana (DPJM), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV), de Recuperação de Ativos (DRA) e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core).

Ao todo, a ofensiva tem por objetivo o cumprimento de 163 mandados de prisão e mais de 100 mandados de busca e apreensão. A operação deve ocorrer até o fim desta quinta-feira, 12. A primeira fase, ocorrida em março de 2019, resultou no cumprimento de 89 mandados de prisão contra integrantes de uma organização criminosa no Estado, que atuavam em Fortaleza e no interior. Na ocasião, foram presos 25 alvos e expedidos mandados de prisão contra 21 internos do sistema penitenciário do Estado.