PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Camilo Santana empossa 65 agentes penitenciários e promete nova unidade prisional até o fim de 2019

O governador quer tornar o sistema penitenciário cearense referência no Brasil a partir da reforma e construção de novas unidades prisionais

14:25 | 29/11/2019
Os servidores compõem o total de 1.695 aprovados em concurso público iniciado ainda em 2017.
Os servidores compõem o total de 1.695 aprovados em concurso público iniciado ainda em 2017. (Foto: Sandro Valentim)

O governador Camilo Santana (PT) empossou nesta sexta, 29, 65 dos 192 agentes penitenciários convocados no início de novembro. A cerimônia ocorreu no Palácio da Abolição e faz parte de plano para fortalecer o sistema prisional estadual.

Os servidores compõem o total de 1.695 aprovados em concurso público iniciado ainda em 2017 pelo Governo do Ceará. Deles, mil assumiram cargos em 2018 e outros 440 foram convocados para reforçar o sistema penitenciário no início deste ano.

O objetivo do governador é tornar o sistema penitenciário cearense referência no Brasil. Para tal, o Estado pretende abrir nova unidade prisional ainda em 2019, que deve ser preenchida pelos novos servidores, além de reformar as unidades já existentes.

A meta é abrir mais 2.500 vagas, das quais 168 serão destinadas para unidade de segurança máxima. Em entrevista ao O POVO, Camilo afirma que os novos centros permitirão "desafogar o sistema [prisional] e permitir o controle cada vez mais eficiente".

Em outubro de 2019, dados da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) indicam que o sistema penitenciário estadual tem 21.944 detentos, apesar da capacidade máxima ser de 9.740 vagas. O número de excedentes alcança a marca de 12.010.

Segundo o secretário da Administração Penitenciárias, Mauro Albuquerque, alguns dos novos centros estarão voltados para a capacitação do interno, um deles em Quixadá (CE). "O nome dela é Unidade Prisional Regionalizada de Educação, Capacitação e Industrialização. Ou seja, todo preso que entrar lá vai ter educação, capacitação e vai trabalhar", explica.

Os 65 novos servidores ainda passarão por 42 dias de teste de nivelamento com o secretário da Administração Penitenciária na sede da SAP.
Os 65 novos servidores ainda passarão por 42 dias de teste de nivelamento com o secretário da Administração Penitenciária na sede da SAP. (Foto: Sandro Valentim)

Nivelamento

Para assumir o cargo, os novos agentes penitenciários tiveram que assistir a aulas sobre administração penitenciária, integração social, valorização humana, ética profissional, legislação e segurança penitenciária. Agora empossados, os servidores participarão de 42 dias de treino de nivelamento com o secretário Mauro Albuquerque na sede da SAP.

Da turma, formaram-se 61 homens e quatro mulheres. Erica Nascimento, 31, foi a primeira colocada da turma e está focada em continuar os estudos a partir dos cursos operacionais realizados dentro do sistema."É muita emoção, uma sensação de que tudo valeu a pena", comemora.