PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Ataques atrapalham serviços de água e energia no Grande Bom Jardim

Denúncias apontam que sensação de insegurança e proibição de facções impedem atendimento de empresas

18:56 | 26/09/2019

Moradores do Grande Bom Jardim, área que compreende cinco bairros em Fortaleza, denunciam que serviços de energia e água são dificultados pelas facções que dominam o local, mas que dificuldade piorou depois da última sexta-feira, 20, quando os ataques na Capital e nas regiões metropolitanas foram registrados. Segundo as informações, os grupos estariam proibindo os atendentes das empresas de entrarem nos bairros, causando medo e insegurança.

Em denúncia anônima, um morador informou que as facções estão impedindo os funcionários da Enel de realizarem serviços como medição de energia e ocorrências, dificultando o suporte ao consumidor. Uma moradora do bairro Jardim Jatobá, que prefere não ser identificada, informa que a região já vinha sofrendo proibições de grupos há mais de um ano, sendo ainda mais prejudicada pela insegurança causada com os ataques ocorridos durante essa semana. “Cagece e Enel já sabem como é aqui e não entram”, informa.

Em nota, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informou que os serviços estão funcionando normalmente e que o atendimento em áreas consideradas vulneráveis pode acontecer com apoio de equipes dos órgãos de segurança. A empresa informa ainda que adota como prática o contato com representantes comunitários para auxiliar em ocorrências, facilitando o diálogo e a relação com a comunidade.

Já a Enel Distribuição Ceará informou que está mantendo o atendimento dos serviços da companhia em todo o estado, sem prestar demais esclarecimentos.