PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Acidentes de trânsito no Ceará custaram R$ 152 milhões ao SUS em 10 anos, segundo CFM

Conforme o levantamento, o Ceará registrou cerca de 19 mil pessoas mortas em acidentes e mais de 106 mil internações

10:55 | 24/05/2019

Dados obtidos de um levantamento realizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) apontou o Ceará como o estado da região Nordeste que possui o maior número de internações, além de gastos hospitalares do SUS e óbitos decorrentes de acidentes de transportes terrestres.

A pesquisa mostrou que entre 2009 e 2018, 1,6 milhão de pessoas ficaram feridas no País e precisaram de atendimento médico, ao custo direto de quase R$ 3 bilhões para o Sistema Único de Saúde (SUS). No Ceará, os gastos somaram R$ 152.999.473,58.

Dados (Gastos hospitalares do SUS )

2009 R$10.403.691,24
2010 R$14.783.756,45
2011 R$16.140.078,73
2012 R$15.305.620,26
2013 R$15.894.143,45
2014 R$17.323.675,04
2015 R$16.430.218,10
2016 R$17.407.530,80
2017 R$15.093.982,81
2018 R$14.216.776,68

Total: R$152.999.473,58

O estudo apontou também que a cada hora, em média, pelo menos cinco pessoas morreram vítimas de acidente de trânsito no Brasil. De acordo com o levantamento, que considerou ainda dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, só em 2016 (ano mais recente disponível), foram registrados 37.345 óbitos decorrentes de acidentes de transporte terrestres.

Embora a quantidade seja a menor registrada no período analisado (2008 a 2016), o número de mortes tem avançado em alguns estados, sobretudo das regiões Nordeste e Norte do País. No Ceará, 19.057 morreram em acidentes de trânsito.

Dados (Óbitos)

2008 1.676
2009 1.544
2010 2.065
2011 2.067
2012 2.442
2013 2.362
2014 2.634
2015 2.305
2016 1.962

Total: 19.057

Conforme a análise nacional do CFM, a cada hora, em média, cerca de 20 pessoas dão entrada em um hospital da rede pública de saúde com ferimento grave decorrente de acidente de transporte terrestre. No Ceará, teve 106.029 internações relacionados a essas ocorrências.

Dados (Internações)

2009 7.522
2010 10.057
2011 11.652
2012 10.772
2013 10.756
2014 12.078
2015 11.374
2016 11.559
2017 10.184
2018 10.075

Total:106.029

Ao avaliar o volume total de vítimas graves do tráfego nos últimos dez anos (1.636.878), é possível verificar que 60% desses casos envolveram vítimas com idade entre 15 e 39 anos, sendo menor frequência nas faixas etárias que vão de zero a 14 anos (8,2%) e em maiores de 60 anos (8,4%). Outra constatação: quase 80% das vítimas eram do sexo masculino.

David Moura/O POVO Dados