PUBLICIDADE
Notícias
QUADRA CHUVOSA

Região do Cariri é a única que não superou a média de chuvas esperada para fevereiro

Situação de poucas chuvas reflete no volume de reservatórios da região

12:08 | 26/02/2019
Imagens do Açude Orós em outubro de 2018, quando o açude estava com com 7,31% de sua capacidade. Atualmente a capacidade é de menos de 6%. (Foto: Mateus Dantas / O Povo)
Imagens do Açude Orós em outubro de 2018, quando o açude estava com com 7,31% de sua capacidade. Atualmente a capacidade é de menos de 6%. (Foto: Mateus Dantas / O Povo)

Os dados preliminares das chuvas de fevereiro mostram que a macrorregião do Cariri é a única que não atingiu a quantidade de precipitações esperada para o período. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a média histórica da região é de 157,5 milímetros (mm). Até esta terça-feira, 26, o acumulado de chuvas do local é de 108 mm, o que representa desvio negativo de mais de 30%.

David Ferran, meteorologista da fundação, explica que o pouco acúmulo já era esperado para o Cariri no período de fevereiro, março e abril. Os três meses são os mais importantes da quadra chuvosa do Ceará. A característica de irregularidades da chuva do semiárido também influencia na situação apresentada pelos municípios do Cariri.

“Um dos principais sistemas que tem sido indutor de chuvas no Ceará é a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que atua mais no norte do Estado”, explica Ferran. O especialista diz que a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) seria um sistema que tornaria o ambiente mais propício para as chuvas no Cariri. No entanto, ele não está sendo observado nos últimos meses.

A quantidade de chuvas registrada no Cariri tem importante papel nas bacias hidrográficas do Ceará. Salgado e Alto Jaguaribe são bacias localizadas na região e as únicas com volume abaixo do registrado no início de 2019. A primeira é responsável por coletar águas que desembocam no Açude Castanhão, o maior do Estado, com capacidade de 6.700 hm³. Já a segunda compreende outro grande açude, o Orós, que tem capacidade de 1.940 hm³. Os dois reservatórios estão com menos de 6% de volume.

Últimas chuvas

De 7 horas de segunda-feira, 25, até 7 horas desta terça-feira, 26, apenas cinco cidades do Cariri registraram chuvas. No Cedro, foram computados 8 mm de precipitações, sendo a maior chuva da região. Milagres, Ipaumirim, Missão Velha e Jati também tiveram menos de 10 mm.

Alexia Vieira