PUBLICIDADE
Notícias

Pais e filhos se divertem em Bailinho de Carnaval

A festa infantil reúne famílias inteiras que capricham nas fantasias, serpentina e spray de espuma

12:18 | 26/02/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Organizado para animar a criançada, o Bailinho de Carnaval no Passeio Público tem divertido famílias inteiras, que veem na festa uma oportunidade de aproveitar o período em um lugar tranquilo e seguro. Desde às 9 até as 11 horas, durante os quatro dias de folia, o local recebe a programação infantil.

 

Se no sábado, 25, o público foi tímido, neste domingo, 26, o Bailinho não recebeu menos do que 200 crianças de todas as idades, além de adultos e idosos. Duas bandas estão se alternando para animar a festa durante os quatro dias: Marcos Melo Maracatu no sábado e na segunda-feira, 27; e Banda Só Alegria no domingo e na terça-feira, 28. 


Veja galeria de fotos

Os ritmos tocados pela primeira são regionais, misturando a animação do maracatu com marchinhas infantis. Já a segunda aposta em músicas infantis de várias épocas tocadas no ritmo de Axé. 

 

 

O espaço amplo do Passeio Público permite que a criançada possa se dividir entre as que querem dançar ao som da banda, e as que preferem correr e brincar longe da multidão. Em todos os locais, porém, não dá para escapar dos sprays de espuma e das chuvas de serpentina. 

 

Fantasias em família

[FOTO2]Clislânia Batista, supervisora, levou a filha Thaís, de 1 ano, para curtir o primeiro Carnaval no Bailinho. Vestidas de Emília, as duas, assim como grande parte do público, compartilham da fantasia para aproveitar a festa. 

 

 

"É legal ver que as mães se produziram mesmo, pensaram nas fantasias para vir com as crianças", disse. Ela elogiou a estrutura e a organização do local e reclamou das vagas de estacionamento, que seriam poucas para o público. 

 

 

 

Quem também usou a criatividade foi a famíla Sousa, que foi fantasiada de tempo das cavernas. A ideia foi da mãe Ivoneide de Sousa, massoterapeuta, que conta que eles sempre frequentam o Carnaval infantil. 

[FOTO4]

"A gente gosta, é tranquilo e todo o mundo se diverte. As crianças e os adultos", sintetiza. Mãe de João Pedro, 12, ela afirma que o Passeio Público oferece a estrutura necessária para o evento e não destacou pontos negativos. João Pedro também é só elogios. "Eu gosto de jogar spray, confetes. Aqui é muito legal", diz. 

 

[FOTO5]Há poucos metros deles, uma família de palhaços tirava fotos e brincava com serpentina. Para o vendedor Davi Barroso, o Bailinho é o "melhor carnaval infantil da Cidade". 

 

Nem todos os pais entraram na brincadeira, mas são poucas as crianças que não se transformam em personagens de filmes infantis, princesas ou super-heróis dos quadrinhos para aproveitar a festa.

 

[FOTO3]Não é preciso de fantasia para se divertir, porém. Pela terceira vez, Carla Karísia, 9, participa do Carnaval infantil do Passeio Público. Ela destaca a "área espaçosa para as crianças brincarem, correrem e jogarem confetes".

 

 

 

 

 

 

Para os pais saberem

A segurança do local é feita por equipes da Polícia Militar e da Guarda Municipal, que se dividem no espaço.Ambulantes vendem pipoca, água, refrigerante, picolé e outras comidas, além de sprays de espuma, confetes e adereços carnavalescos. 

[FOTO6]

Para quem não quer ter problemas de estacionamento, o ideal é chegar no início da festa, às 9 horas. Quem não conseguir estacionar na rua, porém, pode contar com um estacionamento privado em frente ao local. Há banheiros químicos espalhados.

 

Avaliação da repórter: Letícia Alves

CURTI ↑ Festa de família: a proposta do Bailinho permite que toda a família entre na brincadeira e aproveite as músicas, os confetes e as fantasias. O espaço arejado também não deixa o ambiente abafado, apesar da temperatura alta entre os horários de 9 e 11 horas.

 

NÃO CURTI ↓ Duração: quem acordar meia hora atrasado pode perder a festa, que acaba às 11 horas em ponto. O pouco tempo de duração também atrapalha no estacionamento, fazendo com que a maioria dos foliões cheguem na mesma hora e dificultando o processo de procurar vaga. 

 

Avaliação da foliã: Claudine Sá Leitã, química

CURTI ↑ Local: "O local é amplo. Tem espaço para brincadeira, para quem não quer ficar perto do palco, na bagunça. As músicas também são bem legais, não são aquelas de Carnaval inapropriadas para crianças".

 

NÃO CURTI ↓ Banheiros: "Há poucos banheiros, não encontrei nenhum ainda. E também acho que poderiam ter aqueles food trucks para ter mais opções de comida para ascrianças".

 

SERVIÇO: Bailinho de Carnaval infantil
Local: Passeio Público, rua Dr João Moreira, Centro
Data: De sábado, 25, até a terça-feira, 28
Horário: Das 9 às 11 horas

 

Letícia Alves 

 

 

TAGS