PUBLICIDADE
Notícias

Foliões relatam furtos; confira dicas para se prevenir no Pré-Carnaval

Foliões relatam casos de furtos e roubos, durante o fim de semana, nos locais de festa. A assessoria da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirma que ainda está contabilizando as ocorrências

15:50 | 30/01/2017
NULL
NULL
[FOTO1] Janeiro, além de ser férias escolares, é quando começa o Pré-Carnaval em Fortaleza. Uma animação que começa às sextas-feiras e se estende até o domingo. Mas apesar do clima de folia e alegria, é preciso cuidado. Durante o período, o número de ocorrências de furtos e roubos tende a aumentar.

Os primeiros dias de Pré-Carnaval na cidade já registraram algumas situações nada agradáveis para quem foi curtir o final de semana no entorno de um dos locais mais boêmios da cidade, o Centro Dragão do Mar. Muitas reclamações de furtos e roubos por parte do público presente foram registradas. Por vezes, um descuido e lá se foi o celular ou a bolsa. Foi o que aconteceu com a estudante de 22 anos, Evelyn Barreto, na última sexta-feira, 27, durante um show privado. Um descuido e quando verificou, já não estava mais com o celular. A estudante afirmou ao O POVO Online que conseguiu ainda rastrear o aparelho, entretanto não obteve sucesso ao tentar reaver o objeto. 
 
Outros casos de furtos também foram registrados na mesma noite. "Estava na Praça Verde, no show do Nação Zumbi. A galera tava reunida e eu já tinha visto algumas confusões, mas nada demais. Troquei meus pertences do bolso traseiro e coloquei no lateral, mas depois de um tempo quando coloquei a mão no bolso percebi que estava sem a minha carteira. O ruim não foi nem perder o dinheiro, foi perder todos os documentos", afirmou o estudante de contabilidade, Lucas Rangel, 25. O estudante conta também que presenciou algumas confusões e outros relatos de perdas de pertences pessoais.
 
No final de semana anterior, durante um Pré-Carnaval no Estoril, localizado na Rua dos Tabajaras, o advogado Roberto Pontes também foi furtado ao passar pelos foliões que lotavam a rua. “Eu fiquei muito atento a minha carteira, mas o celular eu deixei no bolso. Dei bobeira. Quando fui ver, já estava sem ele. Não fui fazer B.O porque já queria comprar outro celular e fora que conheço inúmeras pessoas que já tiveram celulares furtados, registram B.O e nunca recuperaram", conta. Apesar disso, ele afirma que continuará a frequentar o lugar: "não vou 'deixar de viver' minha vida por conta disso. Não me rendo à violência, só que vou adotar mais atitudes preventivas daqui pra frente".

Dentre tantos casos sem solução, o da professora do Instituto Federal do Ceará, Ana Cristina Morais, contou com um pouco de sorte. Ela foi furtada também durante o show que ocorreu nesta sexta-feira na Praça Verde do Dragão do Mar, quando alguém retirou sua carteira de dentro da sua bolsa. A professora cancelou os cartões de crédito e realizou o B.O via internet, entretanto, neste sábado, 28, ela conseguiu reaver a carteira com os documentos, exceto o cartão de crédito e o dinheiro. "Normalmente, eu me privo muito de ir a alguns lugares de Fortaleza por conta da violência e ontem fui a um show porque sou fã da banda, aí acontece esse tipo de situação. É muito chato", conta. 
 
A assessoria da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirma que ainda está contabilizando as ocorrências deste final de semana, o primeiro da programação oficial de Pré-Carnaval em Fortaleza.
 
Confira dicas para curtir o período sem ter prejuízos e aproveitar as festas com mais segurança: 
 
- Leve somente o essencial (um documento de identificação e dinheiro suficiente)
- Utilize cópias de documentos ao invés dos originais
- Preserve todos os pertences na frente do corpo
- Ande sempre acompanhado. Se possível, em grupo
- Fique sempre atento nas aglomerações de pessoas
- Em caso de furto de celular, se você conseguir rastrear o aparelho, acione a polícia para acompanhá-lo e ajudá-lo a reaver o objeto. Nunca tente fazer isso sozinho.
- E o principal, não reaja
 
O coronel Andrade, da Polícia Militar, afirma que os furtos acontecem geralmente quando as pessoas estão desatentas. Ele orienta que nesses casos, o ideal é procurar o posto policial mais próximo, acionar o Ciops através do número 190 e realizar um Boletim de Ocorrência, que pode ser feito via internet através do link: https://www.delegaciaeletronica.ce.gov.br/beo/index.jsp.
 

TAGS