Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Sucuri de 4 metros é capturada após devorar cachorro no Mato Grosso do Sul

Quando os bombeiros chegaram ao local, a serpente já havia devorado o animal

Um cachorro foi devorado por uma sucuri de 4 metros no último sábado, 30, na área de uma empresa siderúrgica em Corumbá, região do Pantanal, no Mato Grosso do Sul. O réptil foi capturado pelo Corpo de Bombeiros logo após funcionários da empresa flagrarem o bote da cobra no animal. Segundo o Corpo de Bombeiros, a captura ocorreu por volta das 7h40, ação esta que mobilizou quatro militares da corporação.

O tenente ainda explica que ao chegar no local, a cobra já havia engolido o cão e estava digerindo. Após a captura, os agentes soltaram o réptil em uma área de vegetação, sem nenhum ferimento ou dano. “O local em que ela estava, uma espécie de canal, não oferecia alimento, como peixes, por exemplo. Acredito que, por isso, ela tenha atacado o cachorro”, explica o tenente dos bombeiros Silvanei Barbosa Coelho em entrevista ao portal G1.

As sucuris são cobras conhecidas pela sua força e imponência. Elas pertencem à família Boidae e estão no topo da cadeia alimentar, sendo consideradas por biólogos como predadoras implacáveis. Por não ter peçonha, essa serpente mata sua presa por constrição, ou seja, enrolando-se no alvo até que o fluxo sanguíneo dele seja interrompido.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Depois do processo, ela os engole por inteiro - uma vez que sua mandíbula tem abertura de 170º - e seu organismo começa a fase demorada de digestão. Além disso, esses animais vivem grande parte do tempo na água de rios e lagos e se alimentam dos mais variados tipos de animais, como peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar