Participamos do

Mulher é atropelada pelo Metrô do Recife e tem braço amputado

O acidente aconteceu entre as estações Antônio Falcão e Imbiribeira
16:03 | Fev. 11, 2022
Autor Jornal do Commercio
Foto do autor
Jornal do Commercio Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Encontra-se em estado grave a mulher que, na última quarta-feira (9), foi atropelada por volta das 18h30 por um trem da Linha Sul do Metrô do Recife. Josefa Maria de Lourdes da Silva, como foi identificada, está internada no Hospital da Restauração, no Derby, área central da capital pernambucana. A informação foi repassada pela assessoria da unidade de saúde.

O acidente aconteceu entre as estações Antônio Falcão e Imbiribeira. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos no Recife (CBTU Recife) não informou se ela estaria nos trilhos ou à frente do limite da linha amarela, medida de segurança necessária aos passageiros que aguardam na plataforma.

"Maiores detalhes sobre o ocorrido estão sendo investigados pelas autoridades competentes que foram acionadas pela nossa equipe de segurança e operacional", afirmou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Após Josefa ser atropelada, a equipe de segurança da Companhia teria prestado os primeiros socorros e acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), responsável por fazer o socorro da vítima até o hospital, segundo a CBTU Recife, que lamentou o caso.

O atropelamento de Josefa lembra outro caso recente ocorrido no Recife. Em junho de 2021, Edson José de Lima foi arrastado por um trem do Metrô do Recife e morreu dias depois. Segundo a família, a vítima voltava do trabalho e seguia para Ponte dos Carvalhos, acompanhado pelo irmão. Na Estação Prazeres, na Linha Sul, os dois correram para alcançar a composição, mas só o irmão de Edson conseguiu entrar. O cunhado da vítima, Cláudio Oliveira, disse que Edson foi arrastado, porque ficou do lado de fora com uma das mãos presa em uma das portas do metrô.

A família apontou falha técnica do Metrô do Recife, que já foi responsável por outros acidentes. Em outubro, por exemplo, parte de um muro caiu sobre Kemilly Kethelyn Lino, uma menina de 8 anos, enquanto ela brincava no meio da rua. Ela precisou passar por uma série de cirurgias, mas felizmente sobreviveu e recebeu alta dois meses depois.

Segundo a coluna Mobilidade, do JC, esse é um dos resultados do sucateamento do sistema, que precisa de aproximadamente R$ 100 milhões para custear sua operação, mas recebe apenas R$ 50 milhões do governo federal. Cerca de 161 mil pessoas usam o sistema diariamente, que tem 71 quilômetros de extensão, é operado em três linhas férreas e possui nove linhas, abrangendo os municípios de Recife, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e Cabo de Santo Agostinho.

Acidentes em ônibus

 


Além do Metrô, os cuidados também são necessários em outros meios de transporte. Um caso semelhante ao de Josefa aconteceu em setembro de 2021, só que em um ônibus que fazia viagem para Olinda. Everson Pedro Ferreira, um adolescente de 16 anos, teve o braço direito decepado ao colocá-lo para fora do transporte, fazendo com que o membro se chocasse com um poste.

 

Do Jornal do Commercio para a Rede Nordeste

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente