Participamos do

Cultura fluminense recebe mais de R$ 250 milhões de incentivo em 2021

18:31 | Jan. 02, 2022
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia


Mais de R$ 250 milhões foram investidos pelo governo fluminense na área da cultura, em 2021, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Sececrj), com intensificação de patrocínio a projetos no interior do estado.

O governador Claudio Castro observou que após o ano difícil de 2020, que paralisou diversas atividades em função da pandemia do novo coronavírus, investir na cultura, em 2021, “um dos segmentos que mais tem a cara do estado, foi um grande acerto do governo”. Afirmou que as ações puderam retornar aos poucos, “impulsionadas pelo avanço da vacinação”. “Por isso, o fomento à cultura se fez mais que necessário, principalmente no interior fluminense”. Castro disse que para 2022, os investimentos prosseguirão, “para que possamos dar continuidade às iniciativas culturais fluminenses".

O trabalho foi norteado pela busca pela democratização do acesso aos recursos oferecidos pela secretaria, visando auxiliar o setor durante a retomada das ações no estado, destacou a secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros. Em 2020, 58% dos projetos foram realizados na capital e 42%, no interior. Em 2021, os números ficaram em 32% e 68% respectivamente, com o interior ultrapassando a capital.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Somente através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), foram patrocinados 94 projetos de diferentes segmentos, totalizando investimento em torno de R$140 milhões, alta de 41,4% em relação a 2020. Danielle Barros comemorou o fato de a Sececrj ter respeitado, de forma integral, o Sistema Estadual de Cultura, que indica o investimento de pelo menos 60% dos recursos da LIC no interior. “Esse objetivo só foi alcançado graças à dedicação de toda a equipe. Trabalhamos com muita transparência para universalizar o acesso à cultura no Rio de Janeiro", afirmou a secretária.

Fomento

Foram realizadas cinco diferentes chamadas públicas através do Pacto Cultural RJ, premiando mais de quatro mil projetos em todas as regiões do estado, com investimento total de R$ 75 milhões. Fazem parte do cronograma editais inéditos dentro do Rio de Janeiro, ainda com inscrições abertas, como o Povos Tradicionais e o Cultura Inclusiva nas Redes.

Em novembro, foi assinado um Acordo de Cooperação Técnica entre a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e a Sececrj para realização do Programa de Fortalecimento do Artesanato Fluminense. O programa garante R$15 milhões de investimento ao setor de artesanato, com foco no fomento local, empreendedorismo e marketing.

Para atender o setor carnavalesco, no início de 2021 foi lançado o Carnaval nas Redes RJ. O programa garantiu R$3,8 milhões por meio dos editais Não Deixa O Samba Morrer e Bloco Nas Redes RJ. As chamadas premiaram atividades carnavalescas na internet, entre as quais escolha de sambas-enredos e apresentações musicais de blocos de carnaval.

Para a população do interior, Danielle Barros informou que, através do projeto Cinema na Cidade, estão sendo construídos seis complexos audiovisuais em Cordeiro, Miracema, São Fidélis, São Pedro da Aldeia, Bom Jardim e Mendes, com valor total de R$ 25 milhões. O programa vai levar o cinema a municípios de pequeno e médio porte, entre 20 mil e 100 mil habitantes, que não têm salas comerciais.

Calendário

Os editais Povos Tradicionais Presentes RJ e Cultura Inclusiva Nas Redes ainda estão com inscrições abertas, que se encerrarão nos dias 4 e 17 deste mês, respectivamente. Para o primeiro edital, os investimentos alcançam R$ 6 milhões para projetos de manifestações culturais de povos tradicionais em todo estado do Rio; o segundo vai premiar 300 projetos de pessoas com deficiência, com investimento total de R$ 1,5 milhão.

Também com inscrições encerrando no dia 17 próximo, está o edital ExpoMIS – Cultura Educação e Memória, que prevê investimento de R$ 500 mil. O edital inédito do Museu da Imagem e do Som (MIS Rio) se divide em duas categorias, sendo a primeira voltada para a ocupação do mezanino do MIS Lapa e, a segunda, com projetos para circulação apoiados do acervo do Museu.

Já o Municipal Em Cena estabelece investimento de R$ 3,2 milhões para 40 projetos, com incentivo de 80 mil para cada um, para promover a ocupação artística do Theatro Municipal do Rio. As inscrições ficarão abertas até o dia 25. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags