Participamos do

RJ: Calçada da Fama, em Copacabana, é patrimônio histórico e cultural

13:33 | Nov. 09, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Lei sancionada pelo governador Cláudio Castro e publicada hoje (9), no Diário Oficial, garante o tombamento e transformação da Calçada da Fama, localizada entre os bairros do Leme e Copacabana, na zona sul da capital fluminense, em patrimônio histórico e cultural do estado do Rio de Janeiro, além de valorizar o local como ponto de visitação de turistas.

O espaço preserva a memória de personalidades que viveram ou ainda vivem em Copacabana. A medida atende a pleito dos moradores do bairro, que pedem melhorias naquela área, criada em 2003, por iniciativa de moradores da região, com apoio da prefeitura carioca.

Ao todo, 16 personalidades foram homenageadas com estrelas fixadas no piso da praça. São elas a comediante Dercy Gonçalves; os compositores Braguinha e João Roberto Kelly; o sambista Walter Alfaiate; as cantoras Emilinha Borba, Ellen de Lima e Dóris Monteiro; o carnavalesco Clovis Bornay; a advogada e feminista Romy Medeiros da Fonseca; os escritores Antonio Olinto, Rose Marie Muraro e Heloneida Studart; as escultoras Ivotici Knoff e Marly Mazeredo; a modelo e atriz Elke Maravilha; e o fundador da cantina italiana La Trattoria, Mario Pautasso.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A lei autoriza a realização de parceria público-privada para a conservação e revitalização da Calçada da Fama, inclusive com divulgação da logomarca do patrocinador.

O projeto que resultou na lei é assinado pelos deputados Anderson Moraes (PSL), Martha Rocha (PDT), Bebeto (Podemos), Eliomar Coelho (Psol), entre outros.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags