Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

No Rio de Janeiro, Fábio Faria inaugura Museu da Rádio Nacional

Autor - Agência Brasil
Foto do autor
- Agência Brasil Autor
Tipo Notícia

O Ministro das Comunicações, Fábio Faria, inaugura nesta terça-feira (3/8), às 15h, o Museu da Rádio Nacional. Localizado na Lapa, tradicional bairro da cidade do Rio de Janeiro, o espaço reúne parte do acervo original da emissora, que foi inaugurada em 1936. A Rádio Nacional do Rio de Janeiro completa 85 anos no ar no próximo dia 12 de setembro.

Mesmo com a inauguração, ainda não há previsão de abertura presencial para o público. Porém, os ouvintes da Rádio já podem fazer uma visita virtual ao Museu, da segurança da sua casa. A visitação online está disponível no site de rádios da Empresa Brasil de Comunicação (EBC): rádios.ebc.com.br.

Entre os destaques da mostra estão itens usados por atores e locutores que trabalharam na Nacional, além de fotografias, prêmios, roteiros e revistas do rádio. É possível voltar no tempo e conhecer uma réplica do estúdio usado nas gravações de radionovelas como Em Busca da Felicidade - a primeira do país - e O Direito de Nascer. A dramaturgia conquistou os brasileiros e a Rádio Nacional se transformou no principal nome da Era de Ouro da Rádio.

O Museu rememora programas de auditório que impulsionaram a fama de artistas como Orlando Silva, Ataulfo Alves, Dalva de Oliveira, Nelson Gonçalves, Cauby Peixoto, Luiz Gonzaga e tantos outros. A Rádio Nacional também foi pioneira no radiojornalismo com o programa O Repórter Esso, no ar entre os anos de 1941 e 1968. Com o slogan "a testemunha ocular da história", o radiojornal serviu de modelo para outros programas de notícias e completaria 80 anos no próximo dia 28 de agosto.

Restauração dos roteiros originais da rádionovela Em Busca da Felicidade, da Rádio Nacional
Restauração dos roteiros originais da rádionovela Em Busca da Felicidade, da Rádio Nacional - Fernando Frazão/Agência Brasil
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Rio: polícia diz que ossada encontrada não é de meninos desaparecidos

Geral
19:22 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou, nesta segunda-feira (2), que a ossada encontrada em um rio no município de Belford Roxo não é humana, o que descarta a possibilidade de ser de um dos três meninos desaparecidos na região. Buscas vêm sendo feitas no local, após um homem ter dito que seu irmão havia descartado no local sacos com os corpos dos meninos.

“De acordo com o resultado do laudo da perícia, o fragmento de osso encontrado não é de ser humano. As investigações e buscas continuam na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF)”, informou a Polícia Civil.

Lucas Matheus, de 9 anos, Alexandre Silva, de 11, e Fernando Henrique, de 12, desapareceram no dia 27 de dezembro do ano passado. Eles saíram para brincar e não foram mais vistos. Em março, o Ministério Público (MP) identificou as últimas imagens das crianças, feitas por câmeras de segurança na Rua Malopia, na Vila Medeiros, bairro vizinho ao que elas moravam. Nas imagens, os três aparecem andando juntos, tranquilamente, enquanto conversam de forma descontraída.

A Polícia Civil criou uma força-tarefa para investigar o desaparecimento apenas em abril.

Uma operação em maio prendeu 16 pessoas no bairro do Castelar, acusadas de envolvimento com o tráfico de drogas e o roubo de cargas na região, que poderiam estar envolvidas no desaparecimento dos três meninos.

Uma das informações recebidas pela polícia diz que os meninos desaparecidos teriam sido mortos a mando de um traficante local, por terem furtado uma gaiola de passarinho. No entanto, a real motivação do crime ainda não está comprovada.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

MPRJ recorre de sentença de envolvidos no caso Marielle

violência
18:53 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) recorreu da sentença do caso Marielle Franco e Anderson Gomes contra o sargento reformado da PM Ronnie Lessa e outros quatro denunciados por obstrução das investigações. A finalidade do recurso é aumentar as penas e modificar os regimes de cumprimento de prisão estabelecidos pela Justiça.

Contra o policial militar reformado Ronnie Lessa, foi imposta, em 10 de julho deste ano, prisão de quatro anos e seis meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, por ocultação e destruição de provas no caso da morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. A sentença foi proferida pelo juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da 19ª Vara Criminal da Capital do Rio de Janeiro.

Elaine Pereira Lessa, Bruno Pereira Figueiredo, José Márcio Mantovano, vulgo Márcio Gordo, e Josinaldo Lucas Freiras, vulgo Djaca, foram condenados a quatro anos de prisão, em regime inicial aberto, com a substituição do cárcere por medidas restritivas de direitos (prestação de serviço à comunidade e limitação de final de semana). Os quatro são acusados de envolvimento na operação que retirou as armas da casa de Ronnie, jogadas no mar da Barra da Tijuca, em 2019.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Geração de resíduos domiciliares e urbanos cresce na pandemia

Geral
14:38 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A geração de resíduos domiciliares e de limpeza urbana tiveram aumento médio de 10% no país em no ano passado, segundo levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

Segundo a análise dos sistemas de coleta em diversos municípios, a quarentena contra a pandemia de covid-19, que fez com que mais pessoas trabalhassem em casa, concentrou a geração de resíduos fora das áreas comerciais e industriais.

“As medidas de isolamento social e a adesão ao home office, adotado por boa parte das empresas, influenciaram diretamente na geração de resíduos domiciliares, que antes eram gerados nos grandes centros e áreas corporativas, elevando a demanda pelos serviços de limpeza urbana nas cidades”, explica o diretor-presidente da Abrelpe, Carlos Silva Filho.

O Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil, divulgado pela entidade no final do ano passado, mostra que, em 2019, a média per capita no país era de 379,1 quilos de resíduos sólidos gerados por ano. Em 2010, cada pessoa produzia em média 348,3 quilos de resíduos por ano.

Recicláveis

As mudanças de hábito durante a pandemia também mudaram o perfil dos resíduos urbanos, com um aumento médio de 25% na quantidade de materiais recicláveis coletados. De acordo com a Abrelpe, isso está ligado ao aumento das compras pela internet, que necessitam de mais embalagens para o envio dos produtos.

Segundo a associação, o crescimento do uso desses materiais não foi, entretanto, acompanhado de um aumento da reciclagem. “A reciclagem propriamente dita não cresceu na mesma proporção, já que boa parte do volume coletado foi encaminhada para unidades de disposição final devido ao fechamento ou à diminuição da atuação nas unidades de triagem em diversas cidades durante boa parte do ano passado”, destaca Silva Filho ao comentar como o trabalho das unidades de reciclagem também foi impactado pela pandemia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Apostas da Lotofácil da Independência começam hoje

Geral
14:22 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Começam nesta segunda-feira (2) as apostas para a Lotofácil da Independência. O concurso número 2.320 será sorteado no dia 11 de setembro às 20h (horário de Brasília). A previsão inicial estimada do prêmio é de R$ 150 milhões.

De acordo com a Caixa, esta será a maior premiação da história da modalidade. O maior prêmio da Lotofácil da Independência, até então, foi pago no ano passado – R$ 124,9 milhões, divididos entre 50 apostas de 17 estados.

Como funciona

Assim como nos demais concursos especiais, o prêmio principal oferecido não acumula. Não havendo apostas premiadas com 15 números, o valor será dividido entre os acertadores de 14 números e assim sucessivamente.

Ainda segundo a Caixa, caso apenas um ganhador leve o prêmio e aplique todo o valor na poupança, ele receberá R$ 366,9 mil de rendimento no primeiro mês. Se preferir investir em imóveis, o banco destaca que seria possível adquirir 250 casas ou apartamentos no valor de R$ 600 mil cada.

As apostas podem ser realizadas em volantes específicos da Lotofácil da Independência, disponíveis nas lotéricas de todo o país.

No portal Loterias Caixa é possível adquirir um combo especial do sorteio, com 12 apostas para o concurso, bem como outros combos contendo apostas de outras modalidades, além do concurso especial.

Também é possível apostar pelo aplicativo Loterias Caixa. A aposta custa R$ 2,50 e o apostador deve escolher entre 15 a 20 números dentre os 25 disponíveis no volante.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Morre ex-ministro da Cultura Francisco Weffort

Geral
12:57 | Ago. 02, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-ministro da Cultura Francisco Correa Weffort morreu ontem (1), aos 84 anos, após um infarto do miocárdio, segundo informações confirmadas hoje (2) pela Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro. Cientista político e professor universitário, Weffort ocupou a pasta durante os dois mandatos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de 1995 e 2002.

Antes de integrar o governo FHC, Weffort participou da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980, e foi secretário-geral do partido na década de 1980. O cientista político também participou da mobilização para a realização de eleições diretas para presidente da República, em 1984.

O ex-ministro nasceu em Quatá, em São Paulo, em 17 de maio de 1937, e se formou em ciências sociais na Universidade de São Paulo (USP), onde começou a lecionar em 1961.

Weffort também foi professor visitante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), já nos anos 2000, e, ao longo de sua carreira, também atuou em universidades no exterior.

Fora do país, seu currículo inclui o Instituto Latino-Americano de Planificação Econômica e Social (Ilpes), no Chile; a Universidade de La Plata, na Argentina, e as universidades americanas de Woodrow Wilson Center e no Helen Kellogg Institute, da Universidade de Notre Dame.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags