PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Pintor expulso por comer demais retorna a restaurante e consome 23 pratos

João foi convidado a se retirar na última terça-feira, 13. Ele pagou R$ 19,90 pelo rodízio e ainda teve o dinheiro devolvido. No 15º prato servido, o pintor foi impedido de continuar

22:42 | 15/07/2021
O homem disse que já foi expulso de outro estabelecimento por comer muito (Foto: Reprodução/Facebook)
O homem disse que já foi expulso de outro estabelecimento por comer muito (Foto: Reprodução/Facebook)

Após ser expulso de restaurante em São Paulo por consumir 14 pratos em rodízio de massas, o pintor João Carlos Apolonio retornou ao estabelecimento nesta quinta-feira, 15, e comeu outros 23 pratos. “Esse é o resultado de me deixar comer à vontade”, declarou ele em vídeo publicado no Facebook.

João foi convidado a se retirar do restaurante na última terça-feira, 13. Ele pagou R$ 19,90 pelo rodízio e ainda teve o dinheiro devolvido por funcionários. No 15º prato servido, o pintor foi impedido de continuar, o que o levou a gravar um vídeo que viralizou nas redes sociais.

LEIA MAIS | De onde vem a combinação arroz com feijão? E por que estamos comendo menos esses grãos?

“Os caras mandaram eu parar só por causa disso aqui ó: eu comi 14 pratos. Estou fazendo esse vídeo pra mostrar que isso não se faz, não. Me botaram para correr. O cara falou que não vai me servir mais, não, então estou deixando registrado”, narrou. Assista:

Em entrevista ao programa “Melhor da Tarde”, da emissora Band, nessa quarta-feira, 14, João revelou que já havia comido oito pães e não estava com tanta fome antes de adentrar o restaurante no dia anterior. Ele explicou que pediu 10 pratos de uma vez e, após comer tudo, mais cinco.

LEIA MAIS | Feiras Itinerantes retornam com prejuízos acumulados de até R$ 2,55 milhões

Segundo ele, um garçom se surpreendeu quando João solicitou mais oito pratos: quatro de lasanha e quatro de nhoque. O gerente do estabelecimento então apareceu à mesa e pediu que o pintor se retirasse. “Por gentileza, o senhor aceita uma proposta? O senhor não é obrigado a ir embora, mas se o senhor foi embora agora, a gente devolve o seu dinheiro e você não precisa pagar nada”, teria dito o homem, de acordo com João Carlos.

Na mesma entrevista, o consumidor também disse que já foi expulso de outro estabelecimento por comer muito, anteriormente. “A primeira vez foi numa padaria e quem comesse uma coxinha de 1 kg não pagaria. Eu comi uma e pedi mais uma”, lembrou. Ele foi impedido de comer a terceira coxinha.

LEIA MAIS | Homem é preso por furtar peças de picanha de supermercado em Fortaleza; veja o que diz a lei