PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

São Paulo inclui 778 escolas em programa de ensino integral

16:54 | 12/07/2021
Criança levanta a mão ao lado de outros alunos em sala de aula da escola Thomaz Rodrigues Alckmin, no primeiro dia de retorno das escolas do estado de São Paulo para atividades extracurriculares em meio ao surto de coronavírus (COVID-19) em São Paulo, Brasil Outubro 7, 2020. REUTERS / Amanda Perobelli (Foto: REUTERS / Amanda Perobelli)
Criança levanta a mão ao lado de outros alunos em sala de aula da escola Thomaz Rodrigues Alckmin, no primeiro dia de retorno das escolas do estado de São Paulo para atividades extracurriculares em meio ao surto de coronavírus (COVID-19) em São Paulo, Brasil Outubro 7, 2020. REUTERS / Amanda Perobelli (Foto: REUTERS / Amanda Perobelli)

O governo de São Paulo incluiu mais 778 escolas públicas no Programa de Ensino Integral (PEI). Agora, são 1.855 escolas estaduais que ofertam atividades em período integral em 427 municípios paulistas. O programa atende atualmente 437 mil estudantes e, com a ampliação do número de escolas, passará a atender mais 387,3 mil alunos. Segundo a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, com a medida, será antecipada uma das metas do Plano Nacional de Educação que prevê que no mínimo 25% dos estudantes da educação básica sejam atendidos com jornadas de mais de sete horas. Com a ampliação do programa, o objetivo deve ser alcançado no próximo ano. Criado por lei estadual em 2012, o PEI programa busca permitir o desenvolvimento dos estudantes a partir de um projeto de vida, com práticas pedagógicas associadas a propostas que incentivam o protagonismo dos jovens. De acordo com a Secretaria de Educação, e 2019, as escolas participantes do PEI tiveram crescimento de 1,2 ponto percentual no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) – indicador do governo federal para medida a qualidade do ensino. Nas escolas regulares, o avanço ficou em apenas 0,6 ponto percentual.