PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Responsável pelo Enem morre por Covid-19 diante de impasse do adiamento da prova por causa da pandemia

General Carlos Roberto Pinto de Souza, 59, ocupava o cargo de diretor da Avaliação da Educação Básica do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) desde 2019

Alan Magno
22:04 | 11/01/2021
Carlos Roberto Pinto de Souza, Diretor do Inep responsável pelo Enem, morre nesta segunda-feira, 11, em meio ao impasse sobre adiamento das provas (Foto: Exército Brasileiro)
Carlos Roberto Pinto de Souza, Diretor do Inep responsável pelo Enem, morre nesta segunda-feira, 11, em meio ao impasse sobre adiamento das provas (Foto: Exército Brasileiro)

Em meio ao impasse político e jurídico para o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por causa da pandemia de Covid-19, o diretor responsável pela logística de elaboração e aplicação da prova morreu nesta segunda-feira, 11, vítima da doença. O general Carlos Roberto Pinto de Souza tinha 59 anos e ocupava o cargo de diretor da Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) desde 2019.

A morte de Carlos foi confirmada na tarde de hoje em nota de pesar emitida pelo Inep. Segundo investigação do jornal Folha de S.Paulo, o diretor estava internado desde dezembro de 2020 em uma unidade hospitalar em Curitiba, no Paraná, realizando tratamento para complicações após infecção por coronavírus. O Inep confirmou a morte do diretor, porém afirmou que não divulgaria publicamente a causa, e expressou “profundo pesar” ao noticiar o fato.

“A presidência do Inep, em nome de todos os seus colaboradores, agradece o trabalho desempenhado com dedicação, entusiasmo, responsabilidade e senso ético pelo diretor Carlos Roberto. Seu nome estará registrado na história do Inep”, frisou a entidade em nota sobre a morte do diretor.

O diretor desenvolveu um papel central na elaboração da primeira versão do Enem digital, a ser aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Ele também estava à frente dos impasses envolvendo as datas de realização da prova convencional, em formato presencial. Previstas para os dias 17 e 24 de janeiro, o exame já foi adiado uma vez, por causa da pandemia.

Apesar da nova data, os avanços da Covid-19 segue preocupando os participantes que irão prestar o exame. No último dia 5, alunos de todo Brasil voltaram a pedir por um segundo adiamento das provas, mas não tiveram o pedido atendido. Diante dos impasses e da posição do Inep, de não acolher os pedidos de adiamento, a Defensoria Pública da União acionou a Justiça Federal, solicitando que as datas fossem revistas, o pedido, porém, ainda não foi julgado.

Carlos Roberto tinha doutorado em Altos Estudos Militares e foi Comandante do Centro de Comunicação e Guerra Eletrônica do Exército Brasileiro. À frente da Diretoria de Avaliação da Educação Básica, coordenou as equipes envolvidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), e se dedicava fortemente ao novo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), sendo este o último projeto encabeçado por ele, antes de adoecer.