Participamos do

Filha caçula de Belo é presa acusada de integrar quadrilha de golpes eletrônicos

Em entrevista para o Jornal Extra, o cantor revelou estar surpreso com a situação
15:25 | Nov. 12, 2020
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A filha mais nova do cantor Belo, Isadora Alkimin Vieira, de 21 anos, foi presa na manhã dessa quarta-feira, 11, no Rio de Janeiro, acusada de integrar uma quadrilha especializada em golpes eletrônicos. Além dela, mais 11 mulheres foram presas pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD). Conforme informações do portal Plantão Enfoco, a quadrilha estaria ligada à facção criminosa Comando Vermelho.

Em entrevista para o Jornal Extra, o cantor Belo revelou estar surpreso com a situação: “Estou surpreso e arrasado com tudo isso. Eu não sabia de absolutamente nada, falei com ela semana passada por telefone e ainda perguntei de tudo, da faculdade e tal. Dei sempre todo suporte como pai, pensão, faculdade, educação e amor. Me sinto muito triste e quero ser respeitado nesse momento”.

A quadrilha induzia as vítimas a repassar dados bancários e entregar cartões de créditos a motoboys, que, na verdade, eram outros integrantes da quadrilha. Segundo as investigações, as 12 mulheres seriam também ligadas a integrantes do tráfico de drogas que atuam no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Conforme a Polícia Civil, estima-se que a quadrilha lucrava entre R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês. Durante a operação que prendeu as 12 mulheres, os policiais também apreenderam 11 notebooks, nove máquinas de cartão de crédito, 50 cartões de crédito, celulares entre outros materiais. Isadora vai responder pelo crime de organização criminosa.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags