PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Vítima da Covid-19, jornalista Beto Coura morre aos 63 anos

Beto teve uma trajetória profissional marcante na imprensa do Distrito Federal. Trabalhou na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) por vários anos e atuou na Agência Brasil

17:06 | 14/10/2020
O jornalista estava internado em UTI com complicações do quadro de saúde após contrair o novo coronavíru (Foto: Arquivo pessoal)
O jornalista estava internado em UTI com complicações do quadro de saúde após contrair o novo coronavíru (Foto: Arquivo pessoal)

Morreu, na madrugada desta quarta-feira, 14, o jornalista Alberto Mendonça Coura. Beto, como era conhecido, passou 84 dias internado em uma unidade de terapia intensiva após diagnóstico de Covid-19. A informação foi confirmada pela esposa dele, Vanda Célia Oliveira, em seu perfil na rede social Twitter.

Beto teve uma trajetória profissional marcante na imprensa do Distrito Federal. Trabalhou na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) por vários anos e atuou na Agência Brasil, na Mídia Impressa, no radiojornalismo e na então emissora NBR. Ele deixou a empresa em 2018, após aderir ao Programa de Demissão Voluntária (PDV).

“Beto Coura será lembrado pelos amigos como exemplo de dedicação e amor ao jornalismo, além de sua generosidade e alegria no convívio com todas as pessoas”, informou a EBC, em nota de pesar.

Beto deixa a esposa, uma filha e três netos.