PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Moradores compram 3 mil picolés para ajudar dono de sorveteria que teve energia cortada

Por conta da pandemia, comerciante enfrenta crise financeira com o acúmulo de dívidas de energia e aluguel

22:14 | 12/08/2020
Moradores fizeram fila para ajudar proprietário de sorveteria em Votuporanga (Foto: Divulgação/Jornal A Cidade de Votuporanga)
Moradores fizeram fila para ajudar proprietário de sorveteria em Votuporanga (Foto: Divulgação/Jornal A Cidade de Votuporanga)

Nessa terça-feira, 11, moradores da cidade de Votuporanga, em São Paulo, se uniram para comprar todo o estoque de picolé da sorveteria de Luís Augusto Demori, de 42 anos. No mesmo dia, o empresário havia recebido a notícia de que a energia elétrica de seu estabelecimento havia sido cortada. As informações são do portal de notícias G1.

Após ser informado do corte de energia, Luís Augusto gravou e publicou nas redes sociais um vídeo relatando o caso e anunciando a promoção de seus produtos. A publicação viralizou e os moradores da região fizeram fila em sua gelateria para a compra dos picolés e sorvetes.

O comerciante é pai de três crianças e, por conta da pandemia, entrou em crise e não conseguiu pagar a conta de luz. Após o apelo feito nas redes sociais, clientes fizeram fila e compraram todo o estoque de picolés e sorvetes, que iriam derreter pois os freezers utilizados para armazenamento dos produtos haviam sido desligados.

Ao G1, o morador de Votuporanga relatou que vendeu mais de 3 mil picolés nessa terça-feira. Contudo, a quantia recebida, infelizmente, ainda não será suficiente para quitar as dívidas que possui. “A conta de energia está em mais de R$ 17 mil. Fiz um parcelamento, mas o valor ainda é muito alto. Para ajudar, me deram uma ordem de despejo, e eu pago o aluguel desse prédio também. Eu estou em um desespero muito grande”, conta.