PUBLICIDADE
Brasil
Noticia

Moro diz que paralisação de PMs é ilegal, mas que eles "não podem ser tratados como criminosos"

Em encontro com governadores em Foz do Iguaçu, no Paraná, ministro disse que o governo "vê com preocupação a paralisação que é ilegal da Polícia Militar do Estado"

00:00 | 29/02/2020
Sergio Moro  (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)
Sergio Moro (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)

Para o Ministro Sérgio Moro, a paralisação dos PMs no Ceará é ilegal, mas ele faz uma ressalva sobre o tratamento dos policiais como “criminosos”. A afirmação aconteceu durante a sua participação no 6º encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), em Foz do Iguaçu, na manhã deste sábado, 29.

“O Governo Federal vê com preocupação a paralisação que é ilegal da Polícia Militar do Estado. Claro que o policial tem que ser valorizado, claro que o policial não pode ser tratado de maneira nenhuma como um criminoso. O que ele quer é cumprir a lei e não violar a lei, mas de fato essa paralisação é ilegal, é proibida pela Constituição”, analisou o ministro da Justiça.

Moro reforçou ainda que seu grupo de crise se reuniu na quinta-feira, 27, para acatar o pedido de intervenção da Força Nacional de Segurança Pública. Atualmente, 2,8 mil homens do Exército e da Força Nacional circulam pelas ruas de Fortaleza, da região metropolitana e do interior.