PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Primeiros exames de repatriados brasileiros dão negativo para coronavírus

Os 58 envolvidos continuam sendo monitorados pelo Ministério da Saúde de acordo com protocolos internacionais

Catalina Leite
09:01 | 12/02/2020
Foram examinados os 34 brasileiros repatriados da China e 24 profissionais que os acompanharam no processo de retorno ano Brasil
Foram examinados os 34 brasileiros repatriados da China e 24 profissionais que os acompanharam no processo de retorno ano Brasil (Foto: Reprodução vídeo do Facebook)

Primeiros testes realizados nos brasileiros repatriados da China deram negativo para o novo coronavírus, batizado como COVID-19 pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Os 58 envolvidos na Operação Regresso, 34 repatriados e 24 profissionais, foram submetidos a exames mesmo sem sintomas e têm seus sinais vitais monitorados pelo Ministério da Saúde (MS).

Em coletiva nesta terça-feira, 11, o diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Júlio Croda, afirmou que foram realizados exames "específicos para o novo coronavírus", com apoio de órgãos internacionais.

Ele garante que os monitorados na base aérea de Anápolis (GO) passam por rotina de acompanhamento de acordo com protocolos internacionais. "Durante a quarentena, os repatriados têm seus sinais vitais monitorados todos os dias, que consiste em verificar a frequência cardíaca, respiratória, pressão arterial e temperatura, além da presença de quaisquer sintomas, como febre, falta de ar e tosse."

Dessa forma, o Brasil permanece com nenhum caso confirmado do COVID-19. O MS monitora oito casos suspeitos: um em Minas Gerais, no Paraná e no Rio Grande do Sul, dois no Rio de Janeiro e três em São Paulo. O Ceará descartou o caso suspeito de um rapaz de 27 anos em Sobral.