Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Justiça do Rio de Janeiro determina retirada do ar do especial de Natal do Porta dos Fundos

O especial de Natal do Porta dos Fundos é alvo de críticas desde que foi lançado, no fim do ano passado, e - por conta disso -, a sede da produtora do Porta dos Fundos foi atacada no Rio de Janeiro.
18:07 | Jan. 08, 2020
Autor - Neto Ribeiro
Foto do autor
- Neto Ribeiro Repórter Mídias Sociais
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta quarta-feira, 8, que o especial de Natal do canal Porta dos Fundos, "A Primeira Tentação de Cristo" - que retrata Jesus como gay -, seja retirado do catálogo da Netflix. A informação foi divulgada pelo colunista Alcelmo Gois, do jornal O Globo.

Expedida pelo desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, a decisão está em consonância com uma solicitação feita pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. Quando tramitou em primeira instância, o pedido da instituição religiosa foi negado.

A sátira de Jesus mostra Cristo como gay. Após os 40 dias que passou no deserto, o personagem interpretado por Gregorio Duvivier retorna à sua casa na companhia de Orlando, seu namorado que ganhou vida na interpretação de Fábio Porchat.

O especial é alvo de críticas desde que foi lançado, no fim do ano passado, e - por conta disso -, a sede da produtora do Porta dos Fundos foi atacada no Rio de Janeiro.

Confira a decisão do desembargador que determinou a retirada do ar do especial de Natal do Porta dos Fundos:

Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do Agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

"É tudo um grande Sudeste": vídeo satiriza visão do Nordeste; assista

PORTA DOS FUNDOS
23:49 | Jul. 19, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O canal Porta dos Fundos lançou um vídeo, nesta segunda-feira, 19, ironizando a forma como os nordestinos são tratados por habitantes de outras regiões do Brasil. Intitulado como “Sudestino”, o vídeo satiriza a situação ao confundir o Sudeste e o Sul, além de tratar toda a região como um único bloco, sem considerar as particularidades de cada estado.

“Olha, se acostuma porque desceu ali do Espírito Santo tudo é um grande Sudeste. Um monte de gente branca comedora de pinhão (semente do pinheiro comum no Sul do País)”, disse a recifense Júlia (Ademara Barros) para o paulistano Bruno (Gregório Duvivier). O contexto da conversa é uma apresentação de trabalho, em que Bruno é um migrante e chega ao Recife.

“Agora vem cá, porque tu viesse para cá e deixasse aquele paraíso, hein? Tu veio tentar uma vida melhor aqui? Tu cansou daquela vida de Oktoberfest todo dia?”, indaga a mulher, que depois volta a questionar se Bruno conhece um homem chamado “Pedro”, que ela conheceu no Rio de Janeiro. “Tu já deve ter esbarrado com ele porque ele fala desse mesmo jeitinho que tu... Com certeza tu conhece”, reforça.

LEIA MAIS | Porta dos Fundos retira do ar vídeo após acusação de machismo e crítica de internautas

Nas redes sociais, o vídeo gerou debate entre os internautas. “Um vídeo pra todos que acham que todo nordestino é igual, tem o mesmo sotaque. O Nordeste é uma região, que tem nove estados e esse povo trata como se fosse um único estado”, reclamou um deles no Twitter. A peça abriu espaço também para reflexão: “Esse vídeo é um tapa na cara em nós sudestinos, como a gente cresce com esse sentimento de reduzir o Nordeste a uma comida só, a uma cultura só”, admitiu outro internauta.

No fim do vídeo, há ainda uma crítica política, em que a recifense culpa os sudestinos pela vitória do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Vocês para mim só tem um defeito que realmente é bem difícil: é que vocês não sabem votar. Tem uma coisa com miliciano que eu nunca vi gostar tanto, basicamente é por causa de vocês que o Brasil não vai pra frente”, disse referindo-se às suspeitas que ligam Bolsonaro às milícias do Rio de Janeiro.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags