PUBLICIDADE
Brasil
Noticia

Timberland, Vans, The North Face e mais 15 marcas deixam de comprar couro brasileiro por causa das queimadas

Em carta enviada ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales, o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) comunica que a associação encara com "preocupação" a postura adotada pelas companhias, que estão entre as principais importadores mundiais

13:08 | 28/08/2019
Timberland é uma das marcas que suspendeu a compra de couro brasileiro
Timberland é uma das marcas que suspendeu a compra de couro brasileiro(Foto: Divulgação)

Dezoito marcas internacionais suspenderam a compra de couro brasileiro devido às queimadas na Amazônia. As marcas que adotaram a postura são da VF Corporation: Timberland, Dickies, Kipling, Vans, Kodiak, Terra, Walls, Workrite, Eagle Creek, Eastpack, JanSport, The North Face, Napapijri, Bulwark, Altra, Icebreaker, Smartwoll e Horace Small. 

>> Ministro Ricardo Salles é internado em hospital de Brasília

 

Em carta enviada ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales, o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) comunica que a associação encara com "preocupação" a postura adotada pelas companhias, que estão entre as principais importadores mundiais. 

Segundo o texto, o cancelamento foi justificado em função de notícias relacionando queimadas na região amazônica ao agronegócio do País. Assinada pelo presidente da CICB, José Fernando Bello, o texto considera que há "uma interpretação errônea do comércio e da política internacionais acerca do que realmente ocorre no Brasil e o trabalho do governo e da iniciativa privada com as melhores práticas em manejo, gestão e sustentabilidade". 

>> Não podemos aceitar que Macron dispare ataques descabidos à Amazônia, diz Bolsonaro

 

Bello pede que o Governo Federal tenha atenção especial para a "contenção de danos à imagem do País no mercado externo sobre as questões amazônicas".