PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Tempo real: EUA e Holanda fazem final da Copa do Mundo feminina

12:00 | 07/07/2019

De um lado, uma seleção que disputa a sua sexta final de Copa do Mundo e busca o seu quarto título. Do outro, um time jovem, que busca sua primeira taça mundial. É nesse clima que Estados Unidos e Holanda entram em campo para disputar uma final inédita da Copa do Mundo de Futebol Feminino. A partida, que começa meio-dia (horário de Brasília), no estádio de Lyon, terá a cobertura em tempo real da Agência Brasil:

A favorita

A seleção norte-americana chega ao confronto com claro favoritismo. Tendo participado de todas as edições do Mundial, chegou à final quatro vezes, conquistando três títulos (em 1991, 1999 e 2015). Nesta edição da Copa do Mundo, as americanas têm 100% de aproveitamento - com seis vitórias em seis jogos. Além disso, os EUA têm a artilheira, até o momento, da competição: Alex Morgan, com seis gols (cinco deles marcados na goleada de 13 a 0 contra a Tailândia).

Os EUA vão a campo com Naeher, O'hara, Dahlkemper, Sauerbrunn e Dunn; Ertz, Lavelle e Mewis; Heath, Rapinoe e Morgan. A técnica da equipe é Jill Ellis. Sob seu comando, a seleção norte-americana já levou um Mundial para casa, em 2015.

A surpresa

Em sua segunda Copa da história, a Holanda busca surpreender na final. Assim como os EUA, a Holanda tem uma campanha perfeita na atual edição da Copa do Mundo, com vitórias em todas as partidas (considerando o triunfo na prorrogação diante da Suécia nas semifinais).

A Holanda está escalada com Van Veenendaal, Van Lunteren, Dekker, Van Der Gragt e Bloodworth; Groenen, Spitse e Van De Donk; Beerensteyn, Martens e Miedema. A técnica da equipe é Sarina Wiegman. Ela assumiu o cargo no início de 2017 e levou seu time ao título da Eurocopa do mesmo ano, oportunidade na qual recebeu o prêmio da Fifa de melhor treinadora do mundo.

A arbitragem de Estados Unidos e Holanda fica a cargo da francesa Stéphanie Frappart. Ela será auxiliada pela francesa Manuela Nicolosi e pela irlandesa Michelle O’Neill. O árbitro de VAR será o espanhol Carlos del Cerro Grande.

*Com informações de Fabio Lisboa e Fifa

Agência Brasil