PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Acusados de matar Marielle e Anderson são transferidos para penitenciária em Rondônia

Até a metade da última semana, o sargento reformado da Polícia Militar e o ex-PM estavam presos em uma unidade prisional na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte

11:47 | 07/07/2019
Acusados de matar Marielle e Anderson são transferidos para penitenciária em Rondônia.
Acusados de matar Marielle e Anderson são transferidos para penitenciária em Rondônia.(Foto: Divulgação)

Ronnie Lessa e Élcio Vieira de Queiroz, acusados de matar a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e o motorista Anderson Gomes, foram transferidos para Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia. Até a metade da última semana, o sargento reformado da Polícia Militar e o ex-PM estavam presos em uma unidade prisional na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Segundo informações do portal O Globo, a operação ocorreu em sigilo para evitar fuga. A transferência teria ocorrido devido ao fato de o miliciano e ex-PM Orlando Oliveira de Araújo, mais conhecido como Orlando da Curirica, também estar na mesma penitenciária. Antes da dupla ser presa, ele era o principal suspeito de ter cometido o crime.

A decisão foi tomada pelo juiz federal corregedor da unidade de Mossoró, Walter Nunes da Silva Júnior. De acordo com ele, a transferência teria que ser feita com urgência pois Curica "forneceu às autoridades informações importantes do envolvimento de Ronnie e Élcio nos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes". Ele também informou que o diretor da penitenciária reforçou a impossibilidade da permanência de ambos no mesmo ambiente que Curica.

Ronnie e Élcio estavam em Mossoró desde o último dia 28 de março, quando foram transferidos do presídio de Bangu 1, no Rio de Janeiro. Ao chegarem na unidade prisional, a direção do local redobrou a segurança em torno de Curica, isolando-o completamente dos outros presos.

Redação O POVO Online