PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Manifestantes bloqueiam rodovias em Pernambuco em dia de protestos pelo País

Ato em Recife está marcado para as 14 horas

10:13 | 14/06/2019
Na BR-232, em Pernambuco manifestantes bloqueiam o trânsito na manhã desta sexta-feira
Na BR-232, em Pernambuco manifestantes bloqueiam o trânsito na manhã desta sexta-feira(Foto: Divulgação/PRF)

Como parte da greve geral, convocada por centrais sindicais em todo o País, diversos grupos realizam protestos, na manhã desta sexta-feira, 14, em Pernambuco. Rodovias foram bloqueadas em atos.

Na BR-101, em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife (RMR), no quilômetro 47,5, manifestantes bloquearam os dois sentidos da via desde 3h50min, quando despejaram entulhos na pista, deixando apenas uma faixa livre em cada sentido. Por volta das 7 horas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) retirou os materiais e liberou a via.

Listen to "#91 - A importância das greves gerais para a democracia" on Spreaker.

Rodovias com manifestações em Pernambuco:

- Km 82 da BR-104, Agrestina, no Agreste

- Km 43 da BR-104, em Caruaru, no Agreste (liberado)

- Km 47,5 da BR-101, em Igarassu, no Grande Recife (liberado às 7 horas)

- Km 145 da BR-232, em São Caetano, no Agreste (liberado às 8h30min)

- Km 76 da BR-232, em Gravatá, no Agreste (liberado às 8h40min)

- Km 16 da BR-232, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife (liberada)

- BR-101, em Goiana, no Grande Recife (liberada)

- Km 219 da BR-232, em Pesqueira, no Agreste (liberada)

Manifestações

Nove centrais sindicais fazem paralisação contra a proposta de reforma da Previdência em Pernambuco. No Recife, um ato com concentração às 14 horas está marcado no cruzamento da avenida Guararapes com a Rua do Sol, no Centro do Recife.

Ainda na manhã desta sexta, representantes dos professores, metroviários, funcionários dos Correios, enfermeiros, bancários, servidores públicos, entre outros, informaram que permanece a adesão aos atos. "O governo fez um movimento que aponta para minimizar as questões, mas a reforma é tão perniciosa que a gente precisa tratar a miudeza. A greve está mantida e é uma decisão nacional", relata o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Pernambuco, Paulo Rocha.

Do JC Online

para a rede nordeste