PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Campanha da Viva Rio recebe doações de agasalhos e cobertores

07:24 | 13/06/2019

O frio previsto para a próxima estação do ano, que começa no dia 21, pode ser amenizado por agasalhos, calçados ou cobertores, e essa é a intenção da campanha Inverno Quente Viva Rio, organizada pelo Núcleo de Desenvolvimento Social da empresa social Viva Rio, que desenvolve projetos nas áreas de educação, saúde, meio ambiente e segurança.

As doações podem ser feitas até o dia 28 em postos de coleta espalhados pela região metropolitana do Rio e nas zonas oeste, sul e norte, além do centro da cidade. A socióloga Marília Rocha, responsável pelo Núcleo de Desenvolvimento Social da Viva Rio, informou que este ano cresceu o número de postos localizados em shoppings, em outros estabelecimentos comerciais e na sede da empresa. Já são 15, enquanto no ano passado eram 10. A perspectiva, segundo Marília, é que haja ainda mais postos disponíveis este ano porque novos locais estão se interessando em destinar espaço à montagem de um ponto de coleta. “Estou com a expectativa de que tenha uma adesão maior até do que houve no ano passado”, afirmou.

A primeira edição da campanha Inverno Quente foi em 2010. Desde então, o Viva Rio promove a conscientização e incentiva a doação a quem necessita se proteger do frio. “A campanha sempre tem uma adesão muito bacana e foi crescendo, até porque a divulgação foi aumentando”, disse ela, acrescentando que em 2018 mais de 4 mil peças foram arrecadadas e distribuídas.

As doações serão destinadas a pessoas em situação de rua e às 80 instituições cadastradas na rede solidária do Viva Rio. A socióloga informou que embora sejam doados cobertores, lençóis e toalhas, a quantidade maior é de roupas e sapatos. “É muito comum fazer o trabalho de revisitar o guarda-roupa, seja porque quer comprar uma coisa nova ou organizar a casa, então não é incomum na época em que está entrando o inverno, descobrir coisas que podem ser disponibilizadas, estão guardadas e nunca utilizadas”, lembrou.

“Se você olha uma peça no armário e ela não dá felicidade e vontade de usar, se não der é para desapegar, porque a gente em geral tem armário com dificuldade de organização, entulhado de coisas que não usa mais. Aquilo que não é muito útil para você é de utilidade para outra pessoa. Roupa de inverno tem muito isso”.

Voluntários

O cadastro do Viva Rio conta com aproximadamente 2.500 voluntários, que atuam em cerca de 80 projetos e instituições parceiras. Após as fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro desde o início do ano, o Viva Rio mobilizou a rede de parceiros e o voluntariado para arrecadação, triagem e entrega de donativos às famílias afetadas por enchentes e desabamentos.

Para a divulgação da campanha Inverno Quente Viva Rio, a socióloga conta com a adesão de mais voluntários este ano, o que pode permitir um número maior de dias de distribuição das doações. “É uma campanha muito bem aceita”, observou.

Triagem

Depois de recebidas, as peças passam por triagem para a separação por idade e gênero. Algumas precisam ser lavadas por estarem sujas ou com mofo depois de guardadas por muito tempo. “O trabalho do voluntário entra na triagem, porque tem que ser tudo separado, se é para homem, para mulher, para criança. Ele olha se a roupa está em condições de uso. Não é dado nada sujo ou que não tenha condição de uso. Eles ajudam na triagem e depois, os que querem, ajudam na distribuição das doações, dirigidas diretamente às pessoas que estão dormindo nas ruas”. Há também a entrega de peças a instituições de atendimento a crianças e idosos, como também a abrigos cadastradas no Viva Rio.

Postos de coleta

Entre os locais para doação na zona norte do Rio estão o Shopping Boulevard, em Vila Isabel, e o Center Point Valqueire, na Vila Valqueire. Na zona sul, os doadores podem deixar as peças no Shopping Rio Sul, em Botafogo. Na zona oeste, devem procurar o Barra Shopping, na Barra da Tijuca, bairro onde também podem escolher o shopping Vogue Square. Na região metropolitana do Rio, entre os locais de doação estão o Itaboraí Plaza, em Itaboraí, e o Itaipu Multicenter, em Itaipu. Quem tiver grande quantidade de doações também pode acessar o site do Viva Rio para pedir um serviço de coleta em seu endereço. “Se a pessoa puder trazer, ótimo, mas se é uma quantidade maior e ela não tem transporte, a gente se organiza para buscar”, afirmou.

Agência Brasil