PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Chega a sete o número de mortos por causa das chuvas no Rio

Mais três corpos foram encontrados dentro de um carro amarelo, que foi soterrado por um desabamento na encosta da Avenida Carlos Peixoto

15:19 | 09/04/2019
O Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro informa que o município decretou estágio de atenção no início da noite de segunda-feira, 8, devido aos temporais que atingem vários pontos da cidade
O Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro informa que o município decretou estágio de atenção no início da noite de segunda-feira, 8, devido aos temporais que atingem vários pontos da cidade(Foto: Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro)

A delegada Valéria Aragão, titular da 12ª DP (Copacabana), confirmou nesta terça-feira, 9, a existência de três corpos dentro de um carro amarelo, que foi soterrado por um desabamento na encosta da Avenida Carlos Peixoto. Com isso, sobe para sete o número de mortos por causa das chuvas na cidade desde esta segunda-feira, 8.

Os corpos ainda estão sendo resgatados. Segundo a delegada, tudo leva a crer que o carro é um táxi que está desaparecido. "No entanto, este trabalho de resgate é feito com muita cautela em respeito aos cadáveres, mas já é possível visualizar que há corpos ali dentro”, disse a delegada acrescentando que o sistema de localização do GPS do táxi foi desligado exatamente no ponto onde está o carro soterrado.

Os trabalhos de resgate dos bombeiros é lento e foi interrompido uma vez porque as chuvas aumentaram.

A delegada disse que vai chamar todos os donos dos veículos que foram abandonados ontem à noite na avenida, para entender como foi o desabamento. 

A cidade permanece em estágio de crise, o terceiro em uma escala de três, que indica a ocorrência de chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos. A mobilidade na cidade está prejudicada devido às fortes chuvas registradas desde ontem. O governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, decretou ponto facultativo nas repartições estaduais da região metropolitana.

Agência Brasil