PUBLICIDADE
Brasil
São Paulo

Pai de sobrevivente do massacre em Suzano é assassinado em assalto

Maurício Martins dos Santos era segurança do Shopping Metrô Itaquera e foi morto quando saía mais cedo para levar a filha ao psicólogo. Os assaltantes roubaram a arma dele e o mataram com ela

14:12 | 20/03/2019
A vítima havia saído mais cedo do trabalho para levar a filha ao psicólogo. A menina é uma das sobreviventes do atentado na escola Raul Brasil, em Suzano. (Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP)
A vítima havia saído mais cedo do trabalho para levar a filha ao psicólogo. A menina é uma das sobreviventes do atentado na escola Raul Brasil, em Suzano. (Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP)(Foto: (Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP))

Maurício Martins dos Santos, 38 anos, foi morto por três jovens em latrocínio quando saía do trabalho, no Shopping Metrô Itaquera. Maurício era segurança do shopping e saía mais cedo do trabalho para levar a filha, sobrevivente do massacre na escola Raul Brasil, em Suzano, ao psicólogo.

O crime ocorreu na última sexta-feira, 15, quando Maurício saía do trabalho. Segundo informações obtidas pelo G1, Gustavo Santos da Silva, de 22 anos, Marcos Henrique Nakamura, 24, e Wesley Lima, de 20 anos, abordaram a vítima quando ele pegava a moto no estacionamento do shopping por volta das 17h30min.

Os três roubaram a arma do segurança e atiraram contra ele, fugindo em seguida. Maurício chegou a ser levado para o Pronto-Socorro Planalto, próximo ao local, mas não resistiu aos ferimentos.

Os suspeitos foram identificados com as câmeras de segurança, segundo a Polícia Civil. Os suspeito tiveram a prisão decretada pela Justiça.

Redação O POVO Online