PUBLICIDADE
Brasil
INVESTIGAÇÕES

Moro comenta prisão de suspeitos de matar Marielle

11:01 | 12/03/2019
A vereadora Marielle Franco e seu motorista. Anderson Gomes foram assassinados na noite do dia 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro.
A vereadora Marielle Franco e seu motorista. Anderson Gomes foram assassinados na noite do dia 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro.

Horas após a prisão do policial militar reformado Ronnie Lessa, 48, e do ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, 46, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, comentou sobre as investigações do caso. A dupla presa nesta terça-feira, 12, é acusada de ter atuado diretamente no planejamento e execução da vereadora Marielle Franco (Psol), em março do ano passado, no Rio de Janeiro. 

Em nota divulgada em redes sociais por meio do perfil do Ministério, Moro diz esperar que as prisões e buscas relativas ao assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes sejam mais um passo para a elucidação completa deste grave crime e para que todos os responsáveis sejam levados à Justiça.

"Moro lembra que a Polícia Federal tem contribuído e continuará contribuindo com todos os recursos necessários para a continuidade das investigações do crime e das tentativas de obstrui-las", ressalta a nota. 

 Redação O POVO Online