PUBLICIDADE
Notícias

‘Sínodo é encontro da Igreja para a Igreja’, diz CNBB

20:22 | 11/02/2019
Um dia após o jornal O Estado de S. Paulo revelar que o governo federal quer neutralizar potenciais críticas de líderes católicos ao presidente Jair Bolsonaro no Sínodo da Amazônia, encontro religioso convocado pelo papa Francisco, o secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), d. Leonardo Steiner, disse que o evento é "da Igreja para a Igreja".
"É um evento, uma celebração da Igreja para a Igreja. É claro, da Igreja para a Igreja envolve toda a questão da Pan-Amazônia, os povos, o meio ambiente, toda essa realidade certamente será abordada", disse d. Leonardo em vídeo divulgado pela CNBB.
Segundo bispos, nunca houve políticos no evento. No vídeo, a CNBB diz que o encontro, marcado para outubro, em Roma, estava programado desde 2017 - antes da eleição de Bolsonaro.
A oposição ao governo Jair Bolsonaro quer convocar o ministro Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), para esclarecer as atividades de inteligência sobre o "clero progressista".
O deputado Marcio Jerry (PCdoB-MA) pretende protocolar amanhã, na Câmara, requerimento de convocação de Heleno. Para o parlamentar, há "espionagem política das atividades da CNBB por parte da Agência Brasileira de Inteligência (Abin)". Se a convocação for aprovada, Heleno terá de ir à tribuna da Casa responder aos questionamentos dos parlamentares.
TAGS