PUBLICIDADE
Notícias

Radar já multa em cabine de pedágio

19:55 | 11/02/2019
Motoristas que passam em excesso de velocidade em cabines de cobrança automática nos pedágios já estão sendo multados no interior de São Paulo. Desde a madrugada de ontem, estão em operação radares do tipo lombada eletrônica em três pedágios de Jaú, Coronel Macedo e Boa Esperança do Sul, no sudoeste paulista.
Ao todo, há 12 radares operando. De acordo com a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), a fiscalização do limite de velocidade por lombadas eletrônicas nas pistas de pedágio automático é uma exigência para todos os contratos mais recentes de concessão de rodovias. A medida visa a aumentar a segurança dos usuários e dos funcionários nas cabines de pagamento eletrônico.
O excesso de velocidade tem causado acidentes quando, por exemplo, o pagamento não é autorizado e a sirene apita para o veículo. O risco é de colisão traseira.
A multa por excesso de velocidade está prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O motorista que passar até 20% acima dos 40 km/h será multado por infração média. Quando o limite for ultrapassado entre 20% e 50%, a multa é grave, tornando-se gravíssima em velocidade acima de 50% do limite. Embora as concessionárias sejam responsáveis pela instalação e operação dos equipamentos, a autuação será feita pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O aumento na fiscalização também deve coibir a evasão de pedágio.
As lombadas eletrônicas já funcionam em três pedágios das Rodovias Comandante João Ribeiro de Barros e Jurandir Siciliano, administradas pela Arteris ViaPaulista. Até a tarde desta segunda-feira, a concessionária ainda não dispunha do número de infrações cometidas.
Mais aparelhos
Os equipamentos foram instalados também em oito pedágios de rodovias administradas pela Entrevias, na região de Marília. A data de início da operação será definida após a homologação dos equipamentos pelo DER. Nesse caso, há solicitações para Ituverava (SP-300, km 405), Sales Oliveira (SP-300, km 350,1), Sertãozinho (SP-322, km 327,5), Pitangueira (SP-322, km 361,4), Pongaí (SP-333, km 234,5), Marília (SP-333, km 315,1), Echaporã (SP-333, km 354,7) e Florínea (SP-333, km 447,5).
Na pista de cobrança automática, os motoristas não param para realizar o pagamento. A cobrança é feita remotamente pela utilização de um dispositivo eletrônico instalado no veículo, que libera a passagem.
TAGS