PUBLICIDADE
Notícias

Zé Ricardo rechaça euforia por vitórias e vê Botafogo "em busca de identidade"

17:51 | 11/02/2019
Depois de um péssimo início de temporada, que culminou na eliminação precoce na Taça Guanabara, o Botafogo parece começar a se encontrar. São duas vitórias seguidas, sobre Boavista, pelo Campeonato Carioca, e Defensa y Justicia, pela Copa Sul-Americana, mas estes resultados recentes não empolgam o técnico Zé Ricardo, que ainda vê a equipe abaixo do ideal.
"Estamos em busca de uma forma de jogar, de uma identidade. Alguma coisa apareceu e o Botafogo continua a buscar um crescimento. Não serão essas duas vitórias que nos tirarão da nossa concentração e sabedoria para sabermos que necessitaremos continuar evoluindo", declarou o treinador, nesta segunda-feira.
Agora, o desafio botafoguense será pela Copa do Brasil. A equipe estreia no torneio nesta quarta-feira, diante do Campinense, na Paraíba. E, apesar do favoritismo carioca, ao menos na teoria, Zé Ricardo apostou em um duelo bastante complicado.
"Eles venceram o clássico contra o Treze e certamente contarão com a presença forte da torcida. Sabemos das dificuldades, vimos alguns jogos dessa primeira rodada e percebemos que muitas equipes grandes estão tendo dificuldade para jogar. Nosso objetivo é grande, principalmente falando de Copa do Brasil", afirmou.
Para o duelo, o Botafogo ainda não terá Marcos Vinicius, Cícero e Leo Valencia, mas poderá contar com João Paulo, recuperado de lesão. Por causa do regulamento do torneio, o time carioca pode até empatar que estará classificado. "É entrar em campo super ligado, buscando vencer a partida e não aceitando o regulamento que nos dá o empate nessa primeira fase. Temos que buscar a vitória para não depender disso", disse Zé Ricardo.
CÍCERO - O reforço fez o seu primeiro treino no Botafogo nesta segunda e já ganhou elogios do treinador. "Tive uma conversa rápida com ele ontem [domingo]. Seu último jogo foi no dia dois de dezembro e nesses cinquenta e poucos dias vem se mantendo. Claro que não é o ideal, mas o deixei bem à vontade. Logicamente esperamos contar com ele o quanto antes", disse o treinador.
Zé Ricardo evitou estabelecer uma data exata para a estreia do meio-campista. "Vamos observar sua evolução treino após treino. O departamento de fisiologia já nos deu uma programação e vamos ver como ele vai responder. Para não te deixar sem resposta, acredito que de 15 a 20 dias ele esteja à disposição", comentou.
TAGS