PUBLICIDADE
Notícias

Com início arrasador e Agüero inspirado, City faz 6 no Chelsea e reassume ponta

15:41 | 10/02/2019
O Manchester City recebeu o Chelsea neste domingo, no confronto mais esperado da 26ª rodada do Campeonato Inglês, e não tomou conhecimento do adversário. Com um início arrasador e contando com dia muito inspirado de Sergio Agüero, autor de três gols, o time da casa fez 6 a 0 no adversário e reassumiu a liderança da tabela.
O City chegou a 65 pontos com o triunfo, mesmo número do Liverpool, mas com vantagem no saldo de gols. O time de Manchester também tem uma partida a mais que o rival na briga pelo título. Já o Chelsea parou nos 50 pontos, na quinta colocação, fechando a zona de classificação para a Liga Europa.
A goleada deste domingo foi garantida logo no início, com quatro gols antes dos primeiros 25 minutos. Aos três, De Bruyne cobrou falta rapidamente para Bernardo Silva, que invadiu a área pela direita e bateu cruzado. A bola tocou em David Luiz e ficou limpa para Sterling marcar o primeiro.
Aos 7, Bernardo Silva recebeu na área, fez ótima jogada e cruzou para Agüero. Completamente sozinho, na pequena área, ele perdeu. Mas não demoraria para o argentino mostrar sua qualidade. Aos 12, o atacante recebeu na intermediária, limpou e arriscou de longe, no ângulo. O terceiro também foi dele, aproveitando erro crasso de Barkley na tentativa de recuar a bola de cabeça para o goleiro.
Completamente atordoado, o Chelsea levou o quarto aos 24. Sterling cruzou, Agüero tentou a finalização e foi travado. A sobra ficou com Gündogan, que emendou de primeira e ampliou. Só então o time da casa diminuiu o ritmo, para alívio dos visitantes.
Mas o relaxamento do City não durou muito, e na volta para o segundo tempo a equipe marcou o quinto. Aos 9, Sterling invadiu a área pela esquerda, cortou Azpilicueta e foi calçado: pênalti. Agüero cobrou no canto esquerdo e marcou. O mesmo Sterling ainda foi o responsável por selar o placar aos 34, após jogada que começou com Gabriel Jesus e passou pelos pés de Bernardo Silva e Zinchenko.
O City agora volta as atenções para a Copa da Inglaterra, pela qual encara o Newport County no próximo sábado, fora de casa. Já o Chelsea precisa se reerguer a tempo do confronto eliminatório da Liga Europa, diante do Malmö, nesta quinta-feira, na Suécia.
TOTTENHAM SEGUE NA BRIGA - O Tottenham recebeu o Leicester City e, mesmo ainda muito desfalcado, levou a melhor ao vencer por 3 a 1, em Wembley, apesar de não poder contar com nomes como Harry Kane e Dele Alli, contundidos.
O resultado levou o Tottenham a 60 pontos, ainda na terceira colocação do Inglês. A equipe está cinco pontos atrás do City e do Liverpool, ambos com 65. Por sua vez, o Leicester estacionou nos 32 pontos, na 12ª colocação, sem grandes pretensões na competição.
O placar não mostrou exatamente o que foi a partida, uma vez que o Leicester foi superior durante boa parte do jogo e perdeu boas oportunidades. Mas o Tottenham foi mais preciso e abriu o placar logo na primeira chegada. Aos 32 minutos, Eriksen cruzou da direita e Sánchez, em posição duvidosa, cabeceou para a rede.
O gol não alterou o panorama do confronto, e o Leicester seguiu atacando. Na volta para o segundo tempo, Gray teve grande chance para empatar, mas parou nas mãos de Lloris. O goleiro francês voltou a aparecer aos 12, quando defendeu cobrança de pênalti de Jamie Vardy, que havia acabado de entrar.
Para piorar a situação dos visitantes, seis minutos depois o Tottenham ampliou, com Eriksen, em chute de fora da área. A resposta veio com Barnes, que recebeu completamente sozinho aos 20, mas chutou em cima de Lloris.
O gol do Leicester só aconteceu aos 30 minutos, quando Vardy recebeu de Ricardo Pereira na área e desviou para a rede. O time visitante tentou uma pressão nos minutos finais, mas foi castigado no acréscimos. Son Heung-Min aproveitou assistência de Sissoko e selou o resultado.
O Tottenham agora volta as atenções para as oitavas de final da Liga dos Campeões, pela qual recebe o Borussia Dortmund na quarta-feira. Já o Leicester só volta a campo no dia 23, quando encara o Crystal Palace, em casa, pelo Inglês.
TAGS