PUBLICIDADE
Notícias

Pressionado, São Paulo usa reservas em duelo com a Ponte em Campinas

20:52 | 08/02/2019
O São Paulo chega para a partida contra a Ponte Preta, às 19 horas, deste sábado, no Moisés Lucarelli, em Campinas, pela sexta rodada do Campeonato Paulista,com o moral lá embaixo depois da derrota na estreia na Copa Libertadores, para o Talleres, por 2 a 0. Assim, recuperar o aspecto psicológico é o seu objetivo.
Ameaçado no cargo, o técnico André Jardine deverá escalar uma formação totalmente reserva, justamente em razão do confronto de volta contra os argentinos, marcado para a próxima quarta-feira, no Morumbi. Para se classificar, o São Paulo precisa, no mínimo, devolver o placar do primeiro jogo e tentar a sorte nos pênaltis. Classificação direta, só com vitória brasileira por três gols de vantagem.
No Estadual, a situação também não é muito confortável. Com nove pontos, a equipe vê Ituano e Oeste próximos, ameaçando a sua liderança no Grupo D. Para piorar, na próxima rodada, visitará o Corinthians em Itaquera.
Em virtude da tragédia que matou dez jogadores da base do Flamengo, na sexta-feira, no Ninho do Urubu, o São Paulo alterou sua programação. O time abriria parte do treino para a imprensa, mas optou por realizar a atividade fechada, aumentando o mistério sobre o time que atura em Campinas.
Na Ponte, o jogo contra o São Paulo pode ser um divisor de águas. Um tropeço vai instalar de vez a crise no Moisés Lucarelli depois de uma semana bastante tumultuada nos bastidores. A derrota para o Bragantino, por 2 a 1, no último domingo, resultou na demissão de Mazola Júnior, que conseguiu somar apenas cinco dos 15 pontos disputados e deixou o time na terceira colocação do Grupo A. Para o seu lugar, a diretoria procurou Gilson Kleina, que não aceitou voltar por conta da situação financeira ruim do clube.
Sem o plano A, a diretoria acertou com Jorginho, que comandou o clube no vice da Copa Sul-Americana de 2013 e estava sem clube desde que deixou o Vasco em agosto do ano passado. O novo treinador vai assistir o jogo nos camarotes do estádio.
O auxiliar técnico fixo João Paulo Sanches é quem ficará no banco de reservas. Ele acredita na superação dos jogadores. "Precisamos virar a chave, com uma retomada na competição. Uma vitória pode ser o diferencial necessário para iniciarmos uma nova etapa dentro do campeonato".
Diante da mudança na comissão técnica e com os últimos três treinamentos tendo sido realizados com os portões fechados, a escalação é uma incógnita. O volante Edson recebeu o terceiro cartão amarelo em Bragança Paulista e deve dar lugar para Nathan, que vai para o jogo mesmo com o falecimento do seu primo na tragédia no Ninho do Urubu, no Flamengo.
"A possibilidade de mudança é mínima, mas existe a chance por fatores médicos. Confesso que não tem muito mistério comigo, mas esse momento exige um pouco disso. Os atletas sabem o que estamos passando e achamos melhor uma privacidade para eles", disse o interino.
FICHA TÉCNICA:
PONTE PRETA X SÃO PAULO
PONTE PRETA - Ivan; Arnaldo; Reginaldo, Renan Fonseca e Diego Renan; Nathan, Igor Henrique, Gerson Magrão, Matheus Vargas e Matheus Oliveira; Thalles. Técnico: João Paulo Sanches (interino).
SÃO PAULO - Jean; Igor Vinícius, Rodrigo, Lucas Kal e Léo; Hudson (Willian Farias), Araruna e Jonatan Gómez; Helinho, Antony e Gonzalo Carneiro. Técnico: André Jardine.
ÁRBITRO - Raphael Claus.
HORÁRIO - 19 horas.
LOCAL - Moisés Lucarelli, em Campinas.
TAGS