PUBLICIDADE
Notícias
Ubes

União dos Estudantes lança campanha para enviar ao MEC imagens de problemas nas escolas

O ato é uma resposta ao pedido feito pelo ministro da educação, Ricardo Vélez Rodríguez, sugerindo que escolas gravassem seus estudantes cantando o Hino Nacional

17:26 | 27/02/2019
Presidente da Ubes, Pedro Gorki, pede para que estudantes e professores gravem problemas de suas escolas. (Foto: Reprodução/Instagram)
Presidente da Ubes, Pedro Gorki, pede para que estudantes e professores gravem problemas de suas escolas. (Foto: Reprodução/Instagram)

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) lançou nessa terça-feira, 26, uma campanha para alunos e docentes registrarem problemas enfrentados por suas instituições. O ato é uma resposta ao pedido feito pelo ministro da educação, Ricardo Vélez Rodríguez, sugerindo que escolas gravassem seus estudantes cantando o Hino Nacional.

"Será mesmo que a prioridade do Ministério da Educação tem que ser gravar os estudantes cantando o hino nacional e repetindo slogan da campanha do presidente eleito? Por que o MEC não sugere que sejam gravados os problemas reais das escolas brasileiras, especialmente em escolas públicas?", disse o presidente da Ubes, Pedro Gorki, em vídeo publicado na página oficial da organização no Instagram. "Esses problemas só serão resolvidos com a valorização dos professores, com o cumprimento do plano nacional de educação, com a renovação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e com o investimento nas escolas públicas", continuou.

"Por isso, convocamos você estudante pra gravar um vídeo de até um minuto e postar nas suas redes sociais com a hashtag #MinhaEscolaDeVerdade e mostrar os reais problemas da nossa escola. É a goteira no teto da nossa sala, é a sala de aula sem professor porque não pagam salário, é a biblioteca e o ginásio fechados porque não tem manutenção, nossa escola sem merenda", prosseguiu o presidente da Ubes em outro vídeo. "Vamos dizer que nós estudantes não queremos apenas cantar o hino nacional, mas sim construir uma grande nação com escolas públicas do tamanho dos nossos sonhos", finalizou.

A campanha foi sugerida pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede). Em sua página no Twitter, o historiador orientou que os professores registrassem os problemas enfrentados pelas escolas e enviassem para o ministro. "Filmem e fotografem as condições das escolas, a situação das salas de aula e não esqueçam de encaminhar também cópia dos contracheques de todos trabalhadores da educação", escreveu.

Redação O POVO Online