PUBLICIDADE
Brasil
em transmissão de cargo

Novo comandante da Marinha diz que Brasil esteve em "três guerras mundias" com os EUA

Em entrevista coletiva após o evento, o comandante explicou sua fala: "Eu disse isso do ponto de vista histórico. Durante a Guerra Fria, nós estávamos de um lado"

22:49 | 09/01/2019
Ilques Barbosa Júnior na cerimônia de transmissão de cargo. (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Em cerimônia de transmissão de cargo da Marinha, o novo comandante da corporação, Ilques Barbosa Júnior, declarou que o Brasil esteve junto aos Estados Unidos em "três guerras mundiais", e que essa é a parceria que o País está "dando continuidade". O discurso foi feito nesta quarta-feira, 9. O presidente Jair Bolsonaro e o vice Hamilton Mourão estiveram na cerimônia.
  
Na ocasião, mencionou a presença do Almirante John Richardson, chefe de operações navais dos Estados Unidos, e o contra-almirante Sean Buck, comandante da quarta esquadra e forças navais do Comando do Sul. Além deles, foram saudadas autoridades como embaixadores, ministros e membros do poder Judiciário, Executivo e das Forças Armadas.
  
Em entrevista coletiva após o evento, o comandante negou que tenha falado em três guerras mundiais e se explicou. “Eu disse isso do ponto de vista histórico. A História diz que nós passamos a 1ª Guerra Mundial, a Marinha participou em apoio aos aliados. Na 2ª Guerra Mundial, a Marinha do Brasil, o Exército brasileiro e a Força Aérea Brasileira, nós combatemos do lado dos aliados, em prol da democracia contra a tirania. E durante a Guerra Fria, nós estávamos de um lado", declarou Ilques.
  
O militar ainda disse que, como o Brasil é “o mundo ocidental", é importante ter “laços de amizade e profissionais tanto do ponto de vista da Marinha, como do Exército e da Força Aérea, com a Marinha dos Estados Unidos da América, com a França, com a Alemanha, com a Inglaterra, com a Itália, com Espanha, com Portugal", prosseguiu.
  
A participação brasileira na 1ª Guerra Mundial teve início em 1917, dois anos antes do fim dos conflitos, após uma embarcação ser afundada pela Marinha alemã. Tropas do País desembarcaram na Itália, em julho de 1944, iniciando sua atuação na Segunda Guerra Mundial um ano antes do seu término. O acontecimento se deu em acordo entre o então presidente brasileiro Getúlio Vargas e o presidente estadunidense Franklin Roosevelt. 

Redação O POVO Online