PUBLICIDADE
Notícias

Senado vota mudança de local de recolhimento do ISS para aplicativos de transporte

Atualmente, o imposto é recolhido pela cidade que sedia a empresa. Caso aceita a proposta, município de embarque do passageiro será responsável pela cobrança

10:27 | 04/06/2018
NULL
NULL
Atualizada em 04/06, às 11:50 
[FOTO1]
O Senado votará nesta terça-feira, 5, proposta que altera o local de recolhimento de Imposto sobre Serviços (ISS) para empresas de transporte privado de passageiros, como Uber, Cabify, 99 Pop e similares. O PLS 493/2017-Complementar, de autoria do senador Airton Sandoval (MDB-SP), modifica a cobrança do imposto para que esse seja recolhido pelo município de embarque do passageiro. Atualmente, a cidade responsável pelo recolhimento é a que sedia a empresa.

O autor da proposta alega que a intenção da modificação é distribuir mais equitativamente entre os municípios o produto da arrecadação desse imposto. Para evitar, no entanto, que as empresas fossem colocadas em situação crítica ao ter que lidar com administrações tributárias, informações e obrigações acessórias diferentes para cada município, foi aceito um adendo, feito pelo  relator na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), senador Armando Monteiro (PTB-PE).

[SAIBAMAIS]Será estabelecida a padronização de obrigação acessória do ISS em âmbito nacional, na qual os contribuintes colocariam à disposição dos municípios e do Distrito Federal todas as prestações de serviços ocorridas em seus respectivos territórios.  Espera-se, assim, que haja mais transparência e previsibilidade na relação entre Fisco e contribuinte. 

O POVO Online entrou em contato com a Uber, a Cabify e a 99pop para obter um posicionamento sobre a votação, se a aceitação da proposta seria ou não benéfica para as empresas. Em nota, a assessoria da Cabify afirma que aguarda a votação e o desfecho das possíveis mudanças para ter um posicionamento mais específico. A reportagem aguarda respostas das outras empresas. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS