PUBLICIDADE
Notícias

Greve dos caminhoneiros pode comprometer serviços de telecomunicações

O movimento dos grevistas, que completa uma semana nesta segunda-feira, 28, exige a redução da carga tributária sobre os combustíveis

22:23 | 28/05/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
A falta de combustível e a greve dos caminhoneiros têm causado reflexos nos serviços de telecomunicações. O movimento dos grevistas, que completa uma semana nesta segunda-feira, 28, exige a redução da carga tributária sobre os combustíveis mesmo após a decisão do presidente Michel Temer de reduzir R$ 0,46 no preço do litro do diesel nos próximos 60 dias.
[SAIBAMAIS]
Devido à falta de combustível, todas as operadoras do Brasil alertam que as manutenções de redes poderão ser comprometidas. Além disso, se medidas emergenciais não forem tomadas, serviços de reparo não poderão ser realizados, de acordo com o site tecnoblog.
 
As operadoras encaminharam à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) nesse domingo, 27, uma solicitação para que a frota de veículos utilizada na manutenção das redes tenha prioridade no abastecimento.
 
No último sábado, 26, a Claro enviou comunicado à imprensa informando que, "em razão da greve dos caminhoneiros, que bloqueia as principais rodovias do Brasil, causando desabastecimento de combustível, serviços de manutenção de rede e atendimento residencial aos assinantes da Claro Brasil podem ficar comprometidos”.
 
Redação O POVO Online 
TAGS