PUBLICIDADE
Notícias

Consórcio confirma que vias começam a ser desbloqueadas na Bahia

19:38 | 25/05/2018
Às 18h05, o Consórcio Bahia Norte, que admistra o Sistema BA-093 (rodovia estadual de 121 km que vai de Simões Filho até Entre Rios), divulgou que quatro pontos de bloqueio na via foram finalizados.
 
Confira a situação: 
 
•BA-535: Km 10 ambos os sentidos congestionamento de aproximadamente 3 km (ônibus e veículos leves passando);
•BA-526: Km 12 - finalizado;
•BA-526: Km 18 - finalizado;
•BA-093: Km 34 - finalizado;
•BA-093: Km 1 - finalizado.

A concessionária Via Bahia, que administração a BR-324 e a BR-116 no estado, também informou que três pontos de bloqueio foram desfeitos no final da tarde. Veja a situação em casa um dos pontos:
 
•BR-324 - Km 600 Simões Filho: Local onde houve manifestação dos caminhoneiros finalizada, tráfego voltando a fluir normal.
•BR 324 - Km 617 Salvador: Local onde houve manifestação dos caminhoneiros finalizada, tráfego voltando a fluir normal.
•BR 324 - Km 613 Salvador: Local onde houve manifestação dos caminhoneiros finalizada, tráfego voltando a fluir normal. Atenção redobrada!

Motociclistas

Por volta das 18h, motoboys de Salvador iniciaram um protesto na região da Rodoviária. A manifestação foi organizada através do WhatsApp, e tem como objetivo pedir a redução do preço dos combustíveis. "Queremos não só que baixe o preço do diesel, mas também da gasolina", disse ao CORREIO o motoboy Miguel dos Anjos.

PM garante que patrulhamento está mantido

Em nota divulgada no início da noite, a Polícia Militar informou que, por meio do Departamento de Apoio Logístico (DAL), traçou estratégias junto à rede de abastecimento que garantem a prioridade dos veículos de emergência durante o período de redução de fornecimento de combustível. "A PM fez uma adequação do emprego operacional com o objetivo de otimizar o consumo de combustível das viaturas", diz a nota. No início da noite, diversas viaturas eram abastecidas, num posto da Avenida Tancredo Neves, após escoltar o caminhão com o combustível (ver logo abaixo).

Ainda de acordo com a polícia, outras modalidades de emprego também serão utilizadas como "policiamento montado, ciclístico, aéreo, sobretudo com aeronaves não tripuladas (drones) na capital e RMS, como forma de diversificar os recursos empregados e ampliar o atendimento das demandas operacionais".


Via Rede Nordeste
TAGS