Ataque a acampamento pró-Lula deixa homem baleado no pescoço, diz PTNotícias do Brasil
PUBLICIDADE
Notícias


Ataque a acampamento pró-Lula deixa homem baleado no pescoço, diz PT

Movimento relata que ataques já haviam sido feitos contra os manifestantes na região desde o dia 17 de abril

09:35 | 28/04/2018
NULL
NULL
Atualizado às 11h38min
 
[FOTO1] 
Um homem de 39 anos foi baleado na rua em que se encontra o acampamento pró-Lula, em Curitiba. O caso aconteceu na madrugada deste sábado, 28. De acordo com testemunhas, foram mais de 20 tiros disparados contra o local em que apoiadores do ex-presidente se reúnem. A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, afirmou que uma vítima, identificada como Jefferson Lima, foi atingida no pescoço e está em estado grave. Outra pessoa também foi atingida por estilhaços, mas passa bem. 
 
[VIDEO1] 
Em pronunciamento em sua página do Facebook, a presidente do partido lamentou o fato e afirmou que as pessoas que efetuaram os disparos passaram “gritando e se manifestando de forma contrária” aos acampados. “Isso vem de um rastro de violência que os movimentos sociais e de esquerda têm sido vítimas desde que o golpe do impeachment aconteceu no país”, disse.
 
[SAIBAMAIS] O acampamento Marisa Letícia acontece em terreno alugado pelo PT desde 17 de abril, após acordo com o Ministério Público Estadual do Paraná. Anteriormente, os manifestantes estavam ocupando o entorno do prédio da Polícia Federal.  Eles protestam contra a prisão de Lula, que foi condenado pela Operação Lava Jato a 12 anos e 1 mês por corrupção e lavagem de dinheiro. 
 
[VIDEO2]
O movimento “Vigília Lula Livre” lançou nota sobre o acontecido. O comunicado relata que ataques já haviam sido feitos contra os manifestantes na região. A coordenação da vigília afirmou que pediu policiamento e apoio de viaturas para a segurança dos presentes no acampamento desde a mudança de local. Pela manhã, um protesto foi realizado em frente ao terreno como retaliação ao ataque da madrugada. 
 
Redação O POVO Online 

 
TAGS