PUBLICIDADE
Notícias

Grupo que vendia ovos de Páscoa recheados com maconha é preso no Rio Grande do Sul

Em um dos produtos apreendidos foi encontrado um cigarro de maconha pronto para o consumo, como uma espécie de brinde. Ovos de páscoa custavam R$ 45

10:12 | 23/03/2018
NULL
NULL
[FOTO1]Três homens e uma mulher foram presos nesta quinta-feira, 22, suspeitos de produzir e vender ovos de chocolate misturados com maconha. O flagrante foi feito em uma residência, que funcionava como a fábrica dos traficantes, em Gravataí, no Rio Grande do Sul. Na casa, foram apreendidas 16 caixas de ovos de páscoa grandes e diversas receitas para a produção do doce. As informações são do G1

De acordo com a Delegacia de Investigações do Narcotráfico, os pedidos eram feitos nas redes sociais. Além do ovo, o grupo também comercializava trufas adulteradas para os clientes "especiais". Em um dos produtos apreendidos, foi encontrado um cigarro de maconha pronto para o consumo, como uma espécie de brinde. Os ovos de Páscoa custavam R$ 45 e as trufas R$ 7. 

Para chegar até os criminosos, as investigações duraram 45 dias. Segundo a Denarc, esquemas de venda de drogas em alimentos na Páscoa vêm sendo monitorados pela Polícia há três anos. O material foi encaminhado para análise com o objetivo de confirmar a presença de maconha e também verificar se foram incluídas outras drogas. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS