PUBLICIDADE
Notícias

Primeira mulher a comandar avião presidencial é pilota de Temer

O sonho de pilotar um avião existe desde pequena, quando seus olhos brilhavam ao ver uma aeronave passar

11:20 | 08/03/2018
NULL
NULL
Carla Borges, 34, é a primeira mulher a pilotar um avião presidencial no Brasil. Em universo historicamente masculino, a militar se destaca com passos firmes, onde apenas uma a cada seis pilotos da instituição é mulher. O currículo da polito chama atenção. Ela assumiu o post na aeronave presidencial em 2016, quando completou 13 anos de habilitação para conduzir aviões. As informações são do G1. 
 
[FOTO1]
 
A capitã também foi a primeira mulher a integrar o Esquadrão Escorpião, localizado no estado de Roraima, que emprega o modelo A-29 Super Tucano na defesa das fronteiras do País. Mais uma vez ela foi pioneira quando se tornou a primeira mulher a chegar ao seleto grupo da aviação de caça.  
[SAIBAMAIS]
Em 13 anos de carreira, Carla acumulou mais de 1,5 mil horas de no no comando de nove modelos diferentes de aeronaves. Ela afirma que durante esse período não sentiu diferença de gênero no tratamento entre os colegas militares dentro da Força Aérea Brasileira (FAB). 

[FOTO2]Mas, ressaltou na entrevista ao G1, que na primeira turma de mulheres aviadoras, em 2003, fazia parte de um grupo de apenas 20 mulheres em um universo de 180 pessoas. A FAB só passou a aceitá-las na corporação a partir de 1982. 

Quando assumiu o controle do avião presidencial, a pilota disse em entrevista à própria FAB que o pioneirismo no setor ajudou a abrir portas para outras mulheres que, até então, não sabiam que poderiam ser pilotos da Força Aérea. Carla diz se sentir “honrada” de cumprir essa missão de estar transportando a “maior autoridade” de um País. 
 
 
Redação O POVO Online 
TAGS