PUBLICIDADE
Notícias

Jovem que não sabia o que era vestibular até os 18 anos é aprovado em 4 universidades

Douglas fez cursinho por três anos para recuperar o conteúdo perdido na escola

12:42 | 08/02/2018
NULL
NULL
Apesar de não saber o que era vestibular até os 18 anos, Douglas Silva Lima, 21, foi aprovado em quatro universidades públicas para o curso de medicina. O estudante, que é ex-aluno da rede estadual de São paulo, acreditava, assim como a sua mãe, que para cursar uma faculdade de medicina era preciso fazer contato e ser indicado por um profissional da área. 
 
[FOTO1]
 
Em entrevista ao portal de notícias G1, Douglas disse que saiu da escola sabendo ler e escrever, e que nunca tinha ouvido falar em mitocôndria. Então, para fazer contatos com médicos e seguir a profissão, ele começou a trabalhar no serviço de atendimento ao consumidor no Hospital Bandeirantes, em São paulo. 

Foi no hospital, em conversas com os profissionais, que Douglas descobriu que para cursar medicina era preciso fazer vestibular, e que eles eram muito concorridos. Além de que ele precisaria compensar todo o conteúdo que deixou de aprender na escola estadual. 

O jovem pesquisou as mensalidades de cursinho e percebeu que os valores eram altos, e por isso procurou por um comunitário, que custava R$ 50. Em seguida, ele foi para um gratuito e, por último, estudou no Poliedro como monitor, porque assim poderia ter bolsa de 100%. Douglas ajudava os professores nas aulas, e depois estudava até 21 horas. 

A família de Douglas não compreendia o por quê da necessidade dele  estudar tanto, já que ninguém cursou faculdade pública. Mas, após a aprovação, todos ficaram muito felizes, e pediram para que ele tirasse foto de tudo o que encontrar na faculdade. O jovem contou que a família está muito orgulhosa. 

Douglas foi aprovado na Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp) e na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Ele escolheu estudar na USP - foi selecionado pela Fuvest, com a cota de 20% na nota, prevista para aqueles que fizeram ensino fundamental e médio em escola pública. 

 
Redação O POVO Online
TAGS