PUBLICIDADE
Brasil
TRATADO

Instituto Sou da Paz comemora aprovação de legislação sobre o comércio de armas

Instituto Sou da Paz comemora aprovação de legilação sobre o comércio de armas

17:20 | 12/02/2018
Tratado impõe que medidas de controle sejam tomas para exportações (Foto: George Frey / AFP)
Passados cinco anos do Brasil ter sido o primeiro País a assinar o Tratado sobre Comércio de Armas (TCA), rubricado na Organização das Nações Unidas (ONU), em 2013, somente na última quinta-feira, 8, a matéria foi aprovada no Senado. Com a confirmação, o Instituto Sou da Paz comemorou a aprovação nas redes sociais.

O documento obriga as partes a adotar medidas jurídicas e administrativas para o controle de transferências internacionais de armamentos, bem como de suas munições, incluindo o estabelecimento de listas nacionais para ao menos oito categorias de armas: tanques, veículos de combate blindados, sistemas de artilharia de grande calibre, aeronaves, helicópteros de ataque, navios de guerra, mísseis e seus lançadores, armas pequenas e armamento leve.

O texto estabelece padrões mínimos de modo a prevenir ou minimizar impactos negativos de transferências internacionais de armas.
 
 
 
O Instituto Sou da Paz comemorou a aprovação no Senado. Segundo publicou na página oficial no Facebook, o instituto aguarda do presidente Michel Temer (MDB) a ratificação do tratado.

"Ratificar o TCA impede que armas brasileiras alimentem conflitos que violam o direito humanitário pelo mundo e é muito importante para o Brasil ser um exportador responsável".
 
Redação O POVO Online