PUBLICIDADE
Notícias

Ator é ferido após ofensa homofóbica; autor seria guarda municipal, afirma polícia

Segundo a vítima, ele foi alvo de homofobia. O relato foi postado em rede social

09:42 | 16/02/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Na última segunda-feira, 12, o ator João Pedro Medeiros foi insultado e agredido enquanto usava o banheiro do Shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo. O 77° Distrito Policial, em Santa Cecília, onde o inquérito foi registrado, está apurando o caso. Conforme as imagens publicadas pelo o ator no Facebook, o golpe provocou um corte e sangramento. As imagens da câmera de segurança devem ajudar nas investigações. A suspeita é de que o agressor seja um guarda municipal. 

“Ele gratuitamente disse que todos os viados vão morrer”, relatou o jovem na postagem. Segundo o jovem, o homem o agrediu depois de lavar as mãos. Em entrevista ao portal de notícias do G1, o rapaz afirmou que ao ir lavar as mãos, o homem se aproximou dele e começou a insultá-lo com ameaças.

Ao questionar as atitudes do agressor, João Pedro viu o homem sacar uma arma e agredi-lo. “Nessa hora ele falou: o que você tá olhando, seu viado do caralho?’. Em seguida, sacou a arma e, do jeito que pegou, bateu na minha cabeça”, afirmou. Segundo o jovem, o homem parecia estar sob o efeito de cocaína devido ao olhar agressivo que tinha. Sem conseguir precisar quantas vezes foi agredido, o jovem diz que sentiu algo como um “choque elétrico”. 

O jovem fugiu do banheiro, conseguiu sair do shopping, mas não encontrou seguranças próximos ao local. João Pedro Medeiros foi ajudado por uma médica, que o lveou até o ambulatório do centro comercial. Foram necessários nove pontos para estancar o sangramento de um dos ferimentos.
 
Suspeito encontrado
A Polícia Civil de São Paulo afirma ter encontrado o agressor de Medeiros. Segundo a instituição, trata-se de um Guarda Civil Municipal. O agressor foi identificado depois de Medeiros ter dito, em depoimento à polícia, que foi agredido por um homem alto que trajava camiseta amarela.
 
A partir da pista, os policiais pediram ao shopping as imagens do circuito interno de segurança e puderam visualizar o homem nas imagens deixando o banheiro. Após esse momento, o ator sai do local com as mãos na cabeça.
 
Os policiais encontraram o agressor no momento em que as câmeras mostraram sua entrada no carro. Os policiais localizaram o CGM por meio da placa do veículo.
 
O shopping disse que não compactua com qualquer tipo de agressão. A Prefeitura de Guarulhos afirmou que aguarda a apuração dos fatos.
 
Redação OPOVO Online 
TAGS