PUBLICIDADE
Notícias

Mulher condenada por furtos e suspeita de golpe em fãs do U2 é presa

A jovem foi condenada em regime semiaberto há aproximadamente dois meses. Ela responde por 242 crimes de furto qualificado e continuado

19:37 | 04/12/2017

Condenada ano passado ao regime aberto por 242 furtos, uma mulher de 23 anos foi presa nesse sábado, 2, no Distrito Federal, após novas denúncias. Acusada de furtar o caixa do salão onde trabalhava, Kamilla Almeida Doudement teve sua prisão determinada pela Justiça. Ela ainda é suspeita de aplicar golpe em fãs do U2.


Nas redes sociais, a jovem teria vendido ingressos para o show da banda irlandesa U2 no Brasil, que aconteceu em outubro último. Mas, de acordo com o delegado Wisllei Salomão, enviou aos consumidores envelopes vazios.

 

As investigações já levaram a cinco pessoas de São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Rondônia que teriam sofrido o golpe. Investigadores dos outros estados - além do Distrito Federal - estão envolvidos na apuração.

 

Conforme o dono do salão, a mulher trabalhou no caixa do salão de beleza nos meses de setembro e outubro deste ano. No tempo em que foi funcionária do estabelecimento, ela roubou aproximadamente R$ 5 mil.

 

A jovem foi condenada em regime semiaberto há aproximadamente dois meses. Ela responde por 242 crimes de furto qualificado e continuado. O número reflete a quantidade de oportunidades em que ela usou um cartão furtado da sogra. Roupas, joias, refeições e viagens estavam entre os gastos.

 

Segundo a Polícia Civil, Kamilla também usou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de uma amiga para fazer dois empréstimos em um banco. O caso ocorreu em 2016. A vítima do golpe contou que teve um prejuízo de quase R$ 8 mil.


Redação O POVO Online 

TAGS