PUBLICIDADE
Notícias

Homem cuida do próprio túmulo após sobreviver a dois infartos

No túmulo, Roberto, que trabalhou como sonoplasta por 36 anos em uma emissora de TV em São Paulo, colocou uma de suas fotos preferidas

14:38 | 01/11/2017
NULL
NULL
[FOTO1]Na véspera do Dia de Finados, uma história um tanto quanto inusitada está chamando atenção. O aposentado Roberto Rossi, de 58 anos, morador de Ribeirão Preto/SP, afirma não ter medo da morte e criou o próprio túmulo há quase dois anos após sofrer o primeiro, de dois infartos. 
 
No túmulo, Roberto, que trabalhou como sonoplasta por 36 anos em uma emissora de TV, colocou uma de suas fotos preferidas, onde aparece ao lado da mesa de som que foi seu objeto de trabalho antes da aposentadoria. Em entrevista ao G1 local, ele brinca dizendo que deixa a foto no local para que, quando a morte olhar, pensar que ele já está morto e não lhe perturbar em casa. 
 
Roberto é conhecido onde mora por não gostar de tratar a morte como tabu. O aposentado vai, pelo menos uma vez por semana, visitar a própria lápide levando coisas para "ele mesmo". 
 
Ainda de acordo com o portal G1, Roberto sofre de diabetes e toma cerca de 12 comprimidos diários manter a presão arterial e o nível de glicemia sanguínea. 
 
Nas redes sociais, ele também costuma 'brincar' com a morte em suas postagens.
"As pessoas acham que sou louco mas louco são vocês que acumulam riquezas achando que vão viver para sempre", diz o aposentado. 
 
Redação O POVO Online 
TAGS