PUBLICIDADE
Notícias

Brasileira vence concurso de doutorados explicados em videoclipes

A pernambucana Natália Oliveira ganhou prêmio de importante publicação científica que desafiou pesquisadores a explicar trabalhos por meio da dança

21:00 | 01/11/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

A pesquisadora Natália Oliveira, de 28 anos, foi uma das vencedoras de um concurso da revista "Science". A pernambucana ganhou na categoria Química e foi eleita a "escolha do público". Com 78% de todas as visualizações, o vídeo da brasileira foi o mais visto dentre os 12 finalistas da competição, que solicitou aos cientistas que explicassem suas teses de doutorado em videoclipes dançantes.

"É uma honra. Consegui mostrar que o Brasil consegue se destacar internacionalmente na arte e na ciência, e é mais especial ainda por ter o nome da instituição que me acolheu representado em um concurso da Science", disse a pesquisadora em entrevista à BBC Brasil.

Natália é doutora em Biologia Aplicada à Saúde pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde agora cursa um pós-doutorado. Com a ideia de divertir e informar ao mesmo tempo, criando uma ponte entre os laboratórios e o público, o concurso "Dance seu PhD" existe há dez anos e foi criado pela Science e a Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS, na sigla em inglês).

Em um vídeo de cinco minutos, a pernambucana mistura passos de dança e amostras de material genético para explicar sua tese. O trabalho consiste na comprovação de que biossensores podem identificar DNA em cenas de crime, mesmo em superfícies limpas com álcool, detergente e água sanitária.

Confira vídeo 

[VIDEO1]

Redação O POVO Online

TAGS