PUBLICIDADE
Notícias

Liminar suspende peça que traz mulher trans como Jesus na Bahia

Segundo o documento, a peça expôs ao ridículo os símbolos nacionalmente encontrados, como a cruz e o próprio homem

14:18 | 28/10/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

A apresentação do espetáculo 'O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu', que ocorreria na noite dessa sexta-feira, 27, em Salvador, foi suspensa por decisão judicial. O motivo alegado, de acordo com a sentença, seria que a "peça era atentatória à dignidade à fé cristã/católica e todos aqueles que acreditaram e respeitaram Jesus como filho do Deus criador do universo".

A decisão proferida pelo juiz Paulo Albiani Alves, da 12ª Vara Cívil de Salvador, impediu que a Fundação Gregório de Mattos (FGM), administradora do espaço cultural, apresentasse a peça.

Ainda segundo o documento, a peça "expôs ao ridículo os símbolos nacionalmente encontrados, como a cruz e o próprio homem". Além disso, afirma ainda que “incitou crime de ódio e feriu a liberdade e a dignidade humana". Protagonizada pela atriz transexual Renata Carvalho e dirigida por Natália Mallo, a apresentação retrata a forma que Jesus seria se voltasse ao mundo na pele de uma travesti e provoca reflexões em torno de questões de gênero.

Por meio de nota, a FGM informou que as medidas judiciais cabíveis já estão sendo tomadas.

Confira íntegra da nota

Por conta de determinação judicial emitida no final da tarde desta sexta, 27, a Fundação Gregório de Mattos suspendeu a apresentação do espetáculo "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu" de hoje, no Espaço Cultural da Barroquinha.
A peça dirigida por Natalia Mallo (SP), integra a programação da décima edição do Festival Internacional de Artes Cênicas (FIAC) Bahia 2017, que ocupa diversos espaços em Salvador, entre 24 e 29 de outubro, com peças de teatro, espetáculos de dança, performances, críticas e atividades formativas.
A FGM, bem como a produção do Festival, já está tomando as providências jurídicas cabíveis.

Redação O POVO Online

TAGS