PUBLICIDADE
Notícias

Eduardo Suplicy entrega carta para Obama, mas é expulso por agentes americanos

Ele foi puxado por agentes americanos, que disseram que ele não podia permanecer no local

22:25 | 06/10/2017
NULL
NULL

[FOTO1]

O vereador Eduardo Suplicy (PT-SP) conseguiu passar pelo bloqueio serviço secreto americano para entregar uma carta ao ex-presidente americano Barack Obama sobre a renda mínima de cidadania, mas foi convidado a se retirar do local. Ele ainda conseguiu chegar ao subsolo por onde Obama deixaria o teatro, onde deu uma palestra em São Paulo nessa quinta-feira, 5. Ao vê-lo, percebeu que tinha uma brecha. As informações são da Folha de S. Paulo.

Em inglês, Suplicy afirmou que gostaria muito de entregar a carta porque queria conhecer a opinião do americano sobre a renda básica universal. Segundo o vereador, Obama pegou a carta e disse que iria respondê-lo.  Depois disso, ele se sentiu puxado por trás.

Suplicy havia sido puxado por agentes americanos, que disseram que ele não podia permanecer no local. O vereador esbravejou, citando seus três mandatos como senador e a atual função como vereador. "Eu disse 'please, respect me, don't push me'. Felizmente consegui entregar a carta pessoalmente ao Barack Obama".

Além de Suplicy, esteve com Obama o ex-jogador Ronaldo, que falou brevemente de seus projetos sociais.

O vereador já tentou tratar do assunto com Obama em outra oportunidade, no ano de 2014, quando era senador.

Confira vídeo:

[VIDEO1] 

 

Redação O POVO Online

TAGS